Feminismo materialista na França: sócio-história de uma reflexão

Maira Luisa Gonçalves Abreu

Resumo


O feminismo materialista constitui uma das correntes mais importantes do feminismo
francês. São identificadas com essa perspectiva diversas análises antinaturalistas para as quais o conceito de relações sociais tem uma centralidade – notadamente aquelas produzidas por Christine Delphy, Colette Guillaumin, Nicole-Claude Mathieu e Monique Wittig. Este artigo se propõe a apresentar a emergência dessas teorizações no bojo das intensas mobilizações da década de 1970 e algumas de suas ideias centrais. Partindo de diferentes tipos de fontes como panfletos, textos de revistas militantes e outros materiais não publicados, o objetivo é abordar tais teorias no contexto histórico e teórico no qual emergiram.


Palavras-chave


Teorias Feministas; Movimento Feminista; Feminismo Materialista; Esquerda; História das Ideias

Texto completo:

PDF/A


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Licença Creative Commons
A Revista Estudos Feministas está sob a licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Rev. Estud. Fem., ISSN 1806-9584, Florianópolis, Brasil.