História do feminismo e fazendo gênero na Índia

Recka Pande

Resumo


O presente trabalho examina a base histórica do surgimento do feminismo, do
movimento de mulheres e do fazendo gênero na Índia. Não só na Índia como em todo o mundo há uma grande proximidade entre o feminism e o movimento das mulheres, com um inspirando e enriquecendo o outro. No contexto indiano, enquanto que o movimento das mulheres é um fenômeno mais antigo, o termo Feminismo é bem mais atual. O feminismo engloba vários movimentos sociais, culturais e politicos, teorias e filosofias morais preocupados com desigualdades de gênero e direitos iguais para as mulheres. Na era pré-independência, o movimento das mulheres começou como um movimento de reforma social no século XIX. Nessa época, a ideia ocidental de liberdade, igualdade e fraternidade vinha sendo absorvida pela elite intelectual por meio do estudo do inglês e do contato com o Ocidente. Esse liberalismo se estendeu para a questão da mulher e se transformou num movimento de reforma social. No período pós-independência, durante as primeiras décadas, a maior preocupação era o crescimento econômico, seguido por uma crescente preocupação com equidade e diminuição da pobreza. Questões de gênero eram vistas como parte da desigualdade econômica e não havia programas específicos, centrados nas mulheres. No período pós-independência, o movimento das mulheres se preocupava com um grande número de questões, como dote, trabalho feminino, aumento de preços, direito à terra, participação política das mulheres, direitos das mulheres Dalit e de mulheres marginalizadas, fundamentalismo crescente, representação da mulher na midia - problemas adotados por um grande número de Organizações Não-Governamentais. Os Estudos sobre a Mulher e os Estudos de Gênero são uma consequência da longa história dos movimentos das mulheres na Índia. Vários centros de estudos sobre a mulher foram criados, hoje fadados a desaparecer apesar de muita luta. Embora muito ainda tenha que ser feito e existam vários impedimentos para que um grande número de mulheres seja incluído, o movimento de mulheres trouxe importantes questões para o centro das discussões, dando-lhes maior visibilidade.


Palavras-chave


Movimento de mulheres; Feminismo; Subordinação; Luta pela liberdade; Organizações Não-Governamentais

Texto completo:

PDF/A (English)


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Licença Creative Commons
A Revista Estudos Feministas está sob a licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Rev. Estud. Fem., ISSN 1806-9584, Florianópolis, Brasil.