Por um feminismo decolonial: a leitura antipatriarcal, anticapitalista, antirracista de Françoise Vergès

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1806-9584-2021v29n274626

Palavras-chave:

Feminismo Decolonial, Crítica feminista

Biografia do Autor

Gilmara Joane Macêdo de Medeiros, Universidade Federal Rural do Semiárido

Gilmara Joane Macêdo de Medeiros é professora do curso de Direito da Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA), Doutora em Direito pela Universidade de Brasília (UnB), Mestra e Graduada em Ciências Jurídicas pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Coordena o Centro de Referência em Direitos Humanos do Semiárido, desenvolvendo pesquisas na interface entre direitos humanos, direitos das mulheres e feminismos.

Referências

CURIEL, Orchy. Descolonizando el feminismo: una perspectiva desde América Latina y el Caribe. Coordinadora Feminista. 16/12/2009. Disponível em http://feministas.org/descolonizando-el-feminismo-una.html. Acesso em: 08/06/2020.

GONZALEZ, Lélia. “A categoria político-cultural da Amerifricanidade”. In: HOLLANDA, Heloisa Buarque de (org.). Pensamento Feminista: conceitos fundamentais. Rio de Janeiro: Bazar do tempo, 2019. p. 341-352.

LUGONES, María. “Rumo a um feminismo descolonial”. Revista Estudos Feministas, Florianópolis, v. 22, n. 3, p. 935-952, set.-dez. 2014.

RIOS, Flávia. Por um feminismo radical. In: VERGÈS, Françoise. Um feminismo decolonial. Trad. de Jamille Pinheiro Dias e Raquel Camargo. São Paulo: Editora Ubu, 2020. p. 10-18.

SEGATO, Rita Laura. “Gênero e colonialidade: em busca de chaves de leitura e de um vocabulário estratégico descolonial”. e-cadernos ces [Online], 18, 2012. Disponível em: http://eces.revues.org/1533. Acesso em: 08/06/2020.

VERGÈS, Françoise. Um feminismo decolonial. Trad. de Jamille Pinheiro Dias e Raquel Camargo. São Paulo: Editora Ubu, 2020.

Downloads

Publicado

2021-10-21

Edição

Seção

Resenhas