A MULHER NA AGRICULTURA ORGÂNICA E EM NOVAS RURALIDADES

Karen Follador Karam

Resumo


Conhecer e reconhecer o papel da mulher agricultora nos novos processos produtivos em curso voltados a atualizar o lugar do rural nas sociedades contemporâneas, a partir do sistema de produção da agricultura orgânica, é a pretensão maior deste trabalho. Interessa identificar as estratégias adotadas pela agricultura familiar para a dinamização e manutenção de modos de viver o meio rural, ao mesmo tempo que interessa identificar as possibilidades de trazer à visibilidade o espaço rural nas sociedades modernas. Nesse contexto é que se pesquisou a agricultura orgânica na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), analisou-se quem são os agricultores envolvidos no processo e, dentro dele, buscou-se apontar o papel que a mulher agricultora desempenha, desde o processo produtivo até a sociabilidade necessária à manutenção de um “meio rural vivo”, onde a agricultura orgânica aparece como uma estratégia.


Palavras-chave


mulher agricultora; ruralidade; agricultura orgânica

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-026X2004000100016

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Licença Creative Commons
A Revista Estudos Feministas está sob a licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Revista Estudos Feministas, ISSN 1806-9584, Florianópolis, Brasil.