A NÃO-ORDENAÇÃO FEMININA: DELIMITANDO AS ASSIMETRIAS DE GÊNERO NA IGREJA CATÓLICA A PARTIR DE RAPAZES E MOÇAS VOCACIONADOS/AS

Autores

  • Sílvia Regina Alves Fernandes CERIS – Centro de Estatística Religiosa e Investigações Sociais

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0104-026X200500020017

Palavras-chave:

catolicismo, gênero, vocação religiosa

Resumo

A não-ordenação feminina no catolicismo é abordada neste texto a partir da ótica de jovens seminaristas e moças que desejam ingressar em conventos. Trata-se de um estudo sociológico e qualitativo que analisa comparativamente as percepções de rapazes e moças sobre as relações de gênero na Igreja Católica. Suas narrativas demonstram claramente a existência de desigualdades de gênero no nível hierárquico e revelam que as moças tendem a ser mais críticas e questionadoras e os rapazes tendem a manter o status quo.

Downloads

Publicado

2005-01-01

Edição

Seção

Dossiê