Histórias que não têm era uma vez:1 as (in)certezas da transexualidade

Autores

  • Flavia do Bonsucesso Teixeira Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0104-026X2012000200011

Palavras-chave:

Transexualidade, Gênero, Sexualidade, Transgenitalização

Resumo

A partir de fragmentos das histórias de vida de pessoas (transexuais), tento explicitara diversidade das suas vivências, experiências singulares, modos de dar sentido ao processode ruptura das normas de gênero e da sexualidade. Analiso a insuficiência dos discursosmédico e jurídico, ancorados numa verdade essencializada sobre o corpo sexuado, paracapturar as possibilidades de experiências na transexualidade. Argumento que o potencialdesestabilizador da transexualidade reside no distanciamento da máxima reducionista queconsidera os sujeitos como pessoas presas num corpo equivocado cuja inteligibilidadedependeria unicamente da cirurgia de transgenitalização.

Biografia do Autor

Flavia do Bonsucesso Teixeira, Universidade Federal de Uberlândia

É doutora em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP, 2009), professora Adjunta da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Desenvolveupesquisa de pós-doutorado sobre conjugalidade e migrações de travestis para a Itália na Universitá degli Studi di Milano. Pesquisa sobre gênero, sexualidade, prostituição, migraçõese conjugalidade.

Downloads

Publicado

2012-05-21

Edição

Seção

Dossiê