A tríplice jornada de mulheres pobres na universidade pública: trabalho doméstico, trabalho remunerado e estudos

Autores

  • Rebeca Contrera Ávila Universidade Estadual de Campinas
  • Écio Antônio Portes Universidade Federal de São João del-Rei

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0104-026X2012000300011

Resumo

Este artigo é fruto de uma pesquisa de abordagem microssociológica realizada commulheres de camadas populares que frequentam cursos noturnos em uma universidade pública.Trata da experiência de mulheres que, a despeito de já levarem uma dupla jornada de trabalhodiária como mães, donas de casa e profissionais, resolvem dar prosseguimento aos estudos ecursar a universidade, passando a vivenciar uma tríplice jornada de trabalho diária. Além decolocar em evidência algumas das estratégias de sobrevivência e longevidade escolarempreendidas por essas mulheres no interior do espaço universitário, aponta também como sedeu a conciliação (ou não) entre as obrigações domésticas, trabalhistas e escolares. Ao mesmotempo que se percebem como mulheres-vítimas, também se impõem como mulheres-sujeitos.São conscientes de suas limitações, mas se negam a desistir de seus sonhos.

Downloads

Publicado

2012-09-10

Edição

Seção

Artigos