País Tropical e seu mimetismo: o discurso ufanista associado a Wilson Simonal e a desinvenção tropicalista

Autores

  • Renan Paiva Chaves Universidade de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.5007/2178-4582.2010v44n2p293

Palavras-chave:

Jorge Ben Jor, Música, Tropicália, Wilson Simonal

Resumo

Tendo - se como premissa a saliente capacidade mimética que têm as canções de Jorge Ben Jor, é analisada nesse artigo a música País Tropical, de sua autoria, em duas distintas versões, a de Wilson Simonal e a da Tropicália, ambas de 1969, sob as quais busca-se verificar como ocorre o processo de reformulação do discurso, ufanista no primeiro e alegorizador do nacionalismo e dos produtos da indústria cultural no segundo. É notado, sobretudo, um trajeto de ressignificação que ultrapassa os limites da simples variabilidade interpretativa, inerente a qualquer objeto de análise, e que se caracteriza especialmente pela autenticidade com que a canção é transformada para o, e não apenas pelo, contexto.

Biografia do Autor

Renan Paiva Chaves, Universidade de Campinas

Renan Paiva Chaves

chaves@iar.unicamp.br

Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Artes, Departamento de Música.
Rua Elis Regina, nº50
Cidade Universitária
13083-970 - Campinas, SP - Brasil

(Texto informado pelo autor)

Downloads

Publicado

2010-04-24

Edição

Seção

Artigos