Amor e moralidade: um estudo com participantes de 5 a 70 anos

Ariadne Dettmann Alves, Heloisa Moulin de Alencar, Antonio Carlos Ortega

Resumo


Refletindo sobre importância das virtudes no estudo da moralidade, objetivamos investigar os juízos dos participantes no que diz respeito a concepção do amor. Entrevistamos sete pessoas, com idades que compreende desde a infância até a velhice. Pesquisamos o que cada um considerava como exemplo de amor, e destes qual seria o mais e o menos importante. Constatamos que os participantes mais novos destacam um amor direcionado a outrem, sem definir quem seria esse outro. Entretanto, os mais velhos citam mais família e amigos. As justificativas para a escolha dos exemplos de amor ressaltam a experiência pessoal ou exemplos de outras pessoas. Apesar de o exemplo escolhido como mais importante remeter a um amor a Deus ou a uma preocupação com o outro, essa escolha relaciona-se às conseqüências que este traria à própria pessoa. Nesse trabalho exploratório, procuramos destacar a amplitude e importância do estudo desse tema no campo da moralidade.


Palavras-chave


Desenvolvimento moral; Juízo moral; Virtude;Amor

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2178-4582.2010v44n2p363

Direitos autorais 2010 Ariadne Dettmann Alves, Heloisa Moulin de Alencar, Antonio Carlos Ortega

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Ci. Hum. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe 2178-4582

Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

 

.