Sentidos atribuídos à oficina de teatro em Centros Socioeducativos

Autores

  • Fernanada Roberta Lemos Silva UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.5007/2178-4582.2014v48n1p35

Palavras-chave:

Arte Educação, Adolescente, Oficinas Culturais, Ressocialização

Resumo

O presente artigo parte integrante dessa pesquisa busca apresentar a proposta de Arte e Cultura da Fundação CASA apontando em processos realizados em oficinas de Teatro com adolescentes em conflito com a lei os principais conflitos entre fragilidade e potencialidades para o desenvolvimento de oficinas culturais em Centros Socioeducativos. Para tal estabeleceram-se encontros com jovens egressos desses Centros e dois arte-educadores  (professores de Teatro), foram realizadas oito entrevistas com jovens de 17 á 26 anos de idade, moradores de bairros periféricos de Ribeirão Preto SP (Parque Ribeirão Preto, Jardim Progresso, Jardim Juliana, Campos Elíseos, Parque dos Servidores). As entrevistas foram realizadas de maneira semi-estruturada, a fim de se obter uma melhor compreensão do mundo do jovem entrevistado, através da forma como fundamenta suas opiniões. Buscou-se dessa forma, reconstruir por meio da análise das entrevistas recolhidas, qual o impacto de vivências proporcionadas pela arte no comportamento dos jovens que cumpriram medida socioeducativa

Biografia do Autor

Fernanada Roberta Lemos Silva, UNICAMP

Bacharel em Artes Cênicas pelo Centro Universitário Barão de Mauá (2009). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Pedagogia do Teatro , Arte- Educação. Mestranda em Educação área Educação Linguagem Arte e Conhecimento, Universidade Estadual de Campinas ( UNICAMP), integrante do grupo de pesquisa OLHO Laboratório de Estudos Audiovisuais , atua como atriz , arte educadora, professora de Teatro

Downloads

Publicado

2014-04-02

Edição

Seção

Artigos