Percursos e experiências da psicologia no sistema único de assistência social em Joinville/SC

Autores

  • Letícia de Andrade Associação Catarinense de Ensino/Faculdade Guilherme Guimbala, Joinville/SC
  • Allan Henrique Gomes Associação Catarinense de Ensino/Faculdade Guilherme Guimbala, Joinville/SC
  • Josyane Alves de Souza Associação Catarinense de Ensino/Faculdade Guilherme Guimbala, Joinville/SC
  • Guilherme Caetano Braga Associação Catarinense de Ensino/Faculdade Guilherme Guimbala, Joinville/SC

DOI:

https://doi.org/10.5007/2178-4582.2017v51n1p230

Resumo

Este trabalho nasceu do propósito de conhecer a participação da psicologia na implantação do Sistema Único de Assistência Social no município de Joinville - SC. A composição metodológica que norteou a atividade desta investigação foi a pesquisa de campo exploratória de cunho qualitativo, com a produção de informações realizada por meio de entrevistas, com três profissionais que participaram/contribuíram no processo histórico de implantação da política municipal de assistência social nos parâmetros do SUAS. As entrevistas foram analisadas a partir do método de análise de conteúdo, especialmente, no diálogo com referências da psicologia social brasileira. A partir das memórias e experiências das três participantes da pesquisa foi possível conhecer questões históricas da implantação do SUAS e dos serviços ofertados na cidade, bem como os dilemas na atuação profissional, afetações e desafios. Além de reflexões acerca dos aspectos relacionados aos modos de fazer assistência e a constituição dos trabalhadores deste setor.

Biografia do Autor

Letícia de Andrade, Associação Catarinense de Ensino/Faculdade Guilherme Guimbala, Joinville/SC

Graduanda em Psicologia e monitora do Laboratório de Psicologia Social Comunitária na Associação Catarinense de Ensino – Faculdade Guilherme Guimbala – Joinville/SC

Allan Henrique Gomes, Associação Catarinense de Ensino/Faculdade Guilherme Guimbala, Joinville/SC

Mestre em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Doutorando em Psicologia na UFSC. Professor integrante do Laboratório de Psicologia Social Comunitária na Associação Catarinense de Ensino – Faculdade Guilherme Guimbala – Joinville/SC

Josyane Alves de Souza, Associação Catarinense de Ensino/Faculdade Guilherme Guimbala, Joinville/SC

Graduanda em Psicologia na Associação Catarinense de Ensino – Faculdade Guilherme Guimbala – Joinville/SC

Guilherme Caetano Braga, Associação Catarinense de Ensino/Faculdade Guilherme Guimbala, Joinville/SC

Graduando em Psicologia na Associação Catarinense de Ensino – Faculdade Guilherme Guimbala – Joinville/SC

Referências

ALBERTO, M. de F. P.; FREIRE, M. L.; LEITE, F. M.; GOUVEIA, C. N. N. A. As políticas públicas de assistência social e a atuação profissional. In: OLIVEIRA, I. F. de; YAMAMOTO, O. H. (Orgs.). Psicologia e políticas sociais: temas em debate. Belém: Ed. da UFPA, 2014. p.127-174

BOSI, E. O tempo vivo da memória: ensaios de psicologia social. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003.

BRASIL. Lei nº 7.742, de 07 de dezembro de 1993. Lei Orgânica de Assistência Social. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 1993.

BRASIL. Ministério do desenvolvimento social e combate à fome. Política Nacional de Assistência Social – PNAS. Brasília, DF, 2004.

BRASIL. Ministério do desenvolvimento social e combate a fome. Norma Operacional Básica de Recursos Humanos do SUAS. Brasília, DF, 2006.

BRASIL. Ministério do desenvolvimento social e combate à fome. Orientações Técnicas – Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). Brasília, DF, 2009.

BRASIL. Ministério do desenvolvimento social e combate à fome. Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Brasília, DF, 2015. Disponível em: <http://www.mds.gov.br/assistenciasocial/suas>. Acesso em: 25 maio 2015.

COIMBRA, C. M. B.; NASCIMENTO, M. L. do. Implicar. In: FONSECA, T.M.G.; MARASCHIN, C.; NASCIMENTO, M. L. (Orgs.) Pesquisar na diferença: um abecedário. Porto Alegre: Sulina, 2012. p.131-133.

COELHO, I. Pelas tramas de uma cidade migrante. Joinville: Editora Univille, 2010.

CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA - CFP; CENTRO DE REFERÊNCIA TÉCNICA EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS - CREPOP. Referências Técnicas para atuação do/a Psicólogo/a no CRAS/SUAS. Brasília, DF: CFP, 2007.

CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA - CFP; CENTRO DE REFERÊNCIA TÉCNICA EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS - CREPOP. Como os psicólogos e as psicólogas podem contribuir para avançar o sistema único de assistência social (SUAS): informações para gestoras e gestores. Brasília, DF: CFP, 2011.

CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA - CFP; CENTRO DE REFERÊNCIA TÉCNICA EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS - CREPOP. Referências Técnicas para Prática de Psicólogas(os) nos Centros de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS. Brasília, DF: CFP, 2013.

CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA – CFP; CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL - CFSS; Parâmetros para a atuação de assistentes sociais e psicólogos(as) na Política de Assistência Social. Brasília. Brasília, DF: CFP, 2007.

CRUZ, L. R.; GUARESCHI, N. (Orgs.). Políticas públicas e assistência social: diálogo com as práticas psicológicas. Petrópolis: Vozes, 2013.

MINAYO, M. C. de S. (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 34. ed. Petrópolis: Vozes, 2015.

MUNIZ, E. Equipes de referência no SUAS e as responsabilidades dos trabalhadores. In: Gestão do trabalho no âmbito do SUAS: uma contribuição necessária para ressignificar as ofertas e consolidar o direito socioassistencial. Brasília, DF: MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME, 2011. p. 97.

OLIVEIRA, I. F.; SOLON, A. F. A. C.; AMORIM, K. M. de O.; DANTAS, C. M. B. A prática psicológica na proteção social básica do SUAS. Psicologia & Sociedade[online], v. 23, n. spe., p. 140-149, 2011.

OLIVEIRA, I. F. Os desafios e limites para a atuação do psicólogo no SUAS. In: CRUZ, L. R.; GUARESCHI, N. (Orgs.). O psicólogo e as políticas públicas de assistência social. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2014. p. 35-51.

JOINVILLE (Cidade). Secretaria de Assistência Social – SAS. Competências. Prefeitura Municipal de Joinville (SC). Disponível em: <https://www.joinville.sc.gov.br/conteudo/35-Assist%C3%AAncia+Social.html> Acesso em: 20 abr. 2015.

PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Nova Hamburgo: Feevale, 2013.

REIS, C.; GIUGLIANI, S.; PASINI, V. L. Conversando sobre a psicologia e o SUAS: potencialidade e desafios para a atuação profissional dos psicólogas/os na política de assistência social. In: CRUZ, L. R.; GUARESCHI, N. O psicologo e as políticas públicas de assistência social. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2014. p. 149-166.

SILVEIRA, A.; COBALCHINI, C.; MENZ, D.; VALLE, G.; BARBARINI, N. Caderno de Psicologia e Políticas Públicas. Curitiba: Gráfica e Editora Unificado, 2007.

SPINK, P. K. O pesquisador conversador no cotidiano. Psicologia & Sociedade, Porto Alegre, v. 20, n spe., p. 70-77, 2008.

ZAGO, N. “A entrevista e seu processo de construção: reflexões com base na experiência prática de pesquisa”. In: ZAGO, N.; CARVALHO, M. P.; VILELA, R. A. T. (Orgs.). Itinerários de pesquisa: perspectivas qualitativas em Sociologia da Educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2003. p. 287-309.

Downloads

Publicado

2017-11-16

Edição

Seção

Artigos