Arqueologia do saber de Michel Foucault em perspectiva: da fenomenologia existencial para a epistemologia conceitual

Autores

  • Pedro Ragusa Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa/PR e Universidade Estadual de Londrina, Londrina/PR, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.5007/2178-4582.2019.e66800

Palavras-chave:

Arqueologia, Metodologia, Epistemologia, Fenomenologia

Resumo

O objetivo central desse artigo será mostrar a trajetória de ruptura do pensamento e dos escritos de Foucault com a fenomenologia, e a posterior aproximação durante a realização de sua pesquisa arqueológica da epistemologia, para, fazer desta a sua principal referência teórico-metodológica e temática em seus escritos dos anos sessenta. Dessa maneira, cumpre com esse estudo mostrar como a arqueologia do saber como perspectiva teórica-metodológica de Michel Foucault para uma história dos saberes alinhada a Epistemologia, correspondeu a um ponto de chegada para seu pensamento e suas pesquisas.

Biografia do Autor

Pedro Ragusa, Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa/PR e Universidade Estadual de Londrina, Londrina/PR, Brasil.

Professor colaborador pelo departamento de História da Universidade Estadual de Ponta Grossa. Pesquisador estagiário no Programa de pós-doutorado pela Universidade Estadual de Londrina.

Referências

BELO, Renato Santos. Liberdade e Engajamento: Em Torno das Noções de Subjetividade e Expressão (Literária) em Sartre e Merleau Ponty. Tese de Doutorado apresentada ao departamento de Filosofia da USP. 2011.

CANGUILHEM, George. “Le rôle de I´épistemologie dans l`historiographie scientifique contemporaine”. In: Ideologie et rationalité dans l´histoire des sciences de la vie.

CANGUILHEM, George. Gaston Bachelard et les Philosophes. In: Études d`historie et de Philosophie des Sciences.

CANGUILHEM, George. “L`objet de l´historie des sciences”. In: Études d´histórie et de philosophie des sciences. Paris: Vrin, 1994.

CASTRO, Edgardo. Introdução a Foucault. Belo Horizonte: Autêntica. 2014.

CASTRO, Edgardo. Vocabulário de Foucault. Belo Horizonte. Autêntica. 2004.

DAMOM, Santos Moutinho, Humanismo e anti – humanismo, Michel Foucault e as desventuras da dialética.. Revista Natureza Humana, Volume 6, número 2. São Paulo, dezembro de 2014.

DARTIGUES. André. O que é a Fenomenologia. São Paulo. Centauro. 2011.

DESCAMPS, Christian. Os Existencialismos. In: CHATELET, François. História da Filosofia: Ideias e Doutrinas, volume 8, O Século XX. São Paulo. Zahar Editora. 1973.

DREYFUS, Hubert L.; RABINOW, Paul. Michel Foucault: uma trajetória filosófica: para além do estruturalismo e da hermenêutica. 2° Edição. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010.

ERIBON, Didier. Foucault, 1926-1984. São Paulo. Companhia das Letras. 1990.

FOUCAULT, Michel. História da Loucura. São Paulo: Perspectiva. 2005.

FOUCAULT, Michel. A Arqueologia do Saber. Rio de Janeiro: Forense Universitária. 2007.

FOUCAULT, Michel. As Palavras e as Coisas. São Paulo: Martins Fontes. 2007.

FOUCAULT, Michel. Introdução (in Biswanger). In. Ditos e Escritos, volume I. Problematização do Sujeito: Psicologia, Psiquiatria e Psicanálise. 3° Edição. Rio de Janeiro. Editora Forense Universitária. 2014.

FOUCAULT, Michel. A psicologia científica. 1850 – 1950 . In: Ditos e Escritos, volume. 3ª Edição. Problematização do Sujeito: Psicologia, Psiquiatria e Psicanálise. Organizado por Manoel Barros da Motta. Rio de Janeiro. Forense Universitária. 3° Edição. 2014.

FOUCAULT, Michel. A Vida: a Experiência e a Ciência. In: Ditos e Escritos volume II. Arqueologia das Ciências e História dos Sistemas de Pensamento. Organizado por Manoel Barros da Motta. Rio de Janeiro. Forense Universitária. 3° Edição. 2013.

FOUCAULT, Michel. O que são as Luzes? In: Ditos e Escritos, volume II. Arqueologia das Ciências e História dos Sistemas de Pensamento. Organizado por Manoel Barros da Motta. Rio de Janeiro. Forense Universitária. 3° Edição. 2013.

FOUCAULT, Michel. Conversa com Michel Foucault. In: Ditos e Escritos, volume VI. Repensar à Política. Organizado por Manoel Barros da Motta. Rio de Janeiro. Forense Universitária. 1° Edição. 2013.

FOUCAULT, Michel. Foucault Responde a Sartre. In: Ditos e Escritos, volume VII. Arte, Epistemologia, Filosofia e História da Medicina. Organizado por Manoel Barros da Motta. Rio de Janeiro. Forense Universitária. 1° Edição. 2011.

FOUCAULT, Michel. Entrevista com Michel Foucault. In: Ditos e Escritos, volume VII. Arte, Epistemologia, Filosofia e História da Medicina. Organizado por Manoel Barros da Motta. Rio de Janeiro. Forense Universitária. 1° Edição. 2011.

FOUCAULT, Michel. Entrevista com Madeleine Chapsal. In: Ditos e Escritos, volume VII. Arte, Epistemologia, Filosofia e História da Medicina. Organizado por Manoel Barros da Motta. Rio de Janeiro. Forense Universitária 1° Edição. 2011.

FOUCAULT, Michel. O que é o Senhor, Professor Foucault? In: Ditos e Escritos, volume X. Filosofia, Diagnóstico do Presente e Verdade. Organizado por Manoel Barros da Motta. Rio de Janeiro. Forense Universitária. 1° Edição. 2014.

FOUCAULT, Michel. Raymond Roussel. Rio de Janeiro. Forense Universitária. 1999.

GREGOLIM, Maria do Rosário. Foucault e Pêcheux na análise do discurso. Diálogos e Duelos. São Carlos. Claraluz. 2006.

LIMA, António Balbino. Ensaios sobre Fenomenologia, Husserl, Heiddeger e Merleau-Ponty. Ilhéus. EDITUS. 2014.

MACHADO, Roberto. Foucault, A Ciência e o Saber. Rio de Janeiro: JZE. 2006.

MACHADO, Roberto. Foucault, A Filosofia e a Literatura. Rio de Janeiro: JZE. 2001.

MUÑOZ, José. A. Arias. La antropología fenomenológica de Merleau-Ponty. Madrid: Ed. Fragua, 1975.

NALLI, Marcos Alexandre Gomes. Foucault e a Fenomenologia. São Paulo: Loyola, 2006.

OKSALA, Johanna. Como ler Foucault. Rio de Janeiro. Editora. Jorge Zahar Editor. 2011.

PERIUS, Cristiano. A Definição de Fenomenologia: Merleau-Ponty leitor de Husserl. In: Revista. TRANS/FORM/AÇÃO, V. 35, N° 1, p. 137 – 146, Jan/Abril, 2012.

PONTY. Maurice-Merleau. A Prosa do Mundo. São Paulo. Cosac Naify. 2012.

PONTY, Maurice-Merleau. A Fenomenologia da Percepção. São Paulo: Martins Fontes. 1999.

REVEL, Judith. Foucault: conceitos essenciais. São Carlos: Claraluz, 2005.

RIBAS, Thiago Fortes. Foucault: Verdade e Loucura no Nascimento da Arqueologia. Curitiba. Editora da Universidade Federal do Paraná. 2014.

RIBEIRO, Renato Janine. (Org.). Recordar Foucault: São Paulo: Brasiliense. 1987.

ROUDINESCO, Elizabeth. Os filósofos da tormenta, Canguilhem, Sartre, Foucault, Althusser, Deleuze e Derrida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor. 2007.

SAFATLE, Wladimir: Literatura como contraepisteme: O lugar da experiência literária na arqueologia foucaultiana do saber. In: O Mesmo e o Outro. 50 anos de História da Loucura. Organização: Salma Tannus Muchail, Márcio Alves da Fonseca, e Alfredo Veiga-Neto. Belo Horizonte. Editora: Autêntica. 2013.

SARTRE, Jean-Paul. A Transcendência do Ego: Esboço de uma Descrição Fenomenológica. Cadernos Espinosanos estudos sobre o século XVII, revista de filosofia do departamento de filosofia da USP, número 22. Jan-jun. 2010. Pág. 183 – 228. Tradução de: Alexandre de Oliveira Torres Carrasco.

SARTRE, Jean-Paul. Entrevista de Jean-Paul Sartre para L`arc. In: Estruturalismo: Antologia de textos teóricos. Organizada por: Eduardo Prado Coelho. São Paulo. Martins Fontes. 1967.

YEZBAK, André Constantino. Itinerários Cruzados: Os caminhos da contemporaneidade filosófica francesa nas obras de Jean-Paul Sartre e Michel Foucault. Tese de Doutorado apresentada na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. 2008.

Downloads

Publicado

2020-07-08

Edição

Seção

Artigos