Acumulação flexível & Direito do Trabalho

Alexandre Luiz Ramos

Resumo


Este artigo analisa o processo de desregulamentação pelo qual passa o Direito do Trabalho, na atualidade, tendo em vista as mudanças que ocorrem nas empresas pós-modernas, competitivas e transnacionais.
Faz uma análise do capitalismo atual, diante de todas as crises, desde o fordismo a recente acumulação flexível, e o que ela pode proporcionar
para que a crise capitalista, evidenciada a partir de 1973, pela crise do petróleo e a estagflação. Também comenta o novo modelo de organização da produção: o toyotismo; para enfim demonstrar como ocorre todo o processo de desregulamentação do do Direito do Trabalho, ao mesmo tempo em que nos brinda com uma conclusão capaz de nos fazer refletir e discutir o momento atual da globalização.

Palavras-chave


Toyotismo; Acumulação flexível; Direito do Trabalho; Crise do capitalismo.

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 1997 Alexandre Luiz Ramos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Ci. Hum. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe 2178-4582

Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

 

.