Prevenção da recaída: um programa de ajuda para dependentes químicos em recuperação

José Baus

Resumo


De acordo com o Modelo Transteorético de PROCHASKA et. al. e colaboradores (1988, 1991 e 1992), co processo de mudança de comportamento do dependente químico é semelhante ao processo de mudança de outros comportamentos disruptivos. Por outro lado, o modelo  de Prevencdo da Recaída (MARLATT e GORDON, 1993), baseado principalmente nas contribuições da Terapia Cognitiva e da Terapia Comportamental, tem sido aplicado em vários contextos. Este modelo é visto como um instrumento ail na manutenção de comportamentos adequados no processo de recuperação do dependente (pimico. Com base nesses dois modelos, elaborou-se um programa terapêutico adaptado, principalmente, ao aconselhamento individual, ao invés de grupal. Este programa também é aplicado a dependentes químicos (principalmente de álcool, cocaína e/ ou solventes) que participam de grupos de ajuda mútua, dentro do campus de urna universidade pública. Este trabalho descreve as características principais deste programa.

Palavras-chave


Prevenção da recaída; Processo de mudança comportamental; Recuperação de dependentes químicos.

Texto completo:

PDF/A


Direitos autorais 1999 José Baus

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Ci. Hum. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe 2178-4582

Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

 

.