Mudança social no Brasil: as convergências no interior do ideário conservador

Autores

  • Maria José de Rezende Professora de Sociologia/Universidade Estadual de Londrina.

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Brasil, Ideário conservador, Mudança social, Controle, Preservação.

Resumo

No interior do pensamento conservador há semelhanças e diferenças entre os seus principais teóricos brasileiros. Neste artigo, lidar-se-á somente com aquelas primeiras tentando demonstrar que há alguns fios condutores que
amarram as suas principais proposições na formulação de sistemas de idéias e valores que buscavam intransigentemente circunscreveras mudanças sociais às condições sociais vigentes. As propostas de Perdigão Malheiros, Tavares Bastos, Joaquim Nabuco, Silvio Romero, Alberto Torres, Oliveira Vianna e Gilberto Freyre demonstram as nuanças principais de um debate politico e intelectual que se estabeleceu no final do século XIX e inicio do século XX.

Biografia do Autor

Maria José de Rezende, Professora de Sociologia/Universidade Estadual de Londrina.

Possui graduação em pela Universidade Estadual de Londrina (1985), mestrado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1991) e doutorado em Sociologia pela Universidade de São Paulo (1996). Atualmente é professor associado da Universidade Estadual de Londrina. Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Sociologia Brasileira, atuando principalmente nos seguintes temas: democracia, desigualdade, estado, mudança social e governo. Certificado pelo autor em 19/03/12

Downloads

Publicado

2000-01-01

Edição

Seção

Artigos