Avaliação de infrações por adolescentes: valores como representações sociais

Autores

  • Maria Suzana de Stefano Menin Universidade Estadual Paulista

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Representações sociais, Valores de adolescentes, Atitudes de adolescentes

Resumo

Esta pesquisa apresenta a avaliação de 18 infrações que 480 adolescentes de escolas públicas e particulares realizaram numa escala de seis pontos. As infrações variaram em tipos e em gravidade. Realizaram-se análises de correspondencia entre as formas de avaliar as infrações e várias caracteristicas da amostra. Como resultados gerais obteve-se que os meninos, adolescentes de escolas particulares e os de melhor renda tenderam a avaliar as infrações com mais notas médias que altas e atribuiram às infrações que ameaçam a vida humana as notas mais altas. As meninas, adolescentes de classes sociais mais baixas tenderam a atribuir notas mais altas a todas as infrações, avaliando-as mais severamente. Os dados foram discutidos a luz da teoria de Representação Social (MOSCOVICI, JODELET e DOISE).

Biografia do Autor

Maria Suzana de Stefano Menin, Universidade Estadual Paulista

Possui Graduação em Faculdade de Psicologia pelo Instituto Unificado Paulista Objetivo, Mestrado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo e Doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo e dois Pós-Doutorados na École des Hautes Études en Sciences Sociales. Atualmente é Professor Titular da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Mais informações no Currículo Lattes.

Downloads

Publicado

2000-01-01