Representações sociais do diretor de escola

Autores

  • Margot Campos Madeira UCP
  • Vicente de Paulo C. Madeira UCP

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Educação, Representação social, Docentes, Administração escolar

Resumo

Esta pesquisa utilizou 12 unidades escolares do município de Petrópolis, no Estado do Rio de Janeiro, onde desenvolveu-se, preliminarmente, um processo de observação visando construir um conhecimento mais efetivo da representação social dos diretores de escolas. Em seguida, constituiu-se um grupo de 48 sujeitos: diretores e professores. Com estes sujeitos foram realizadas entrevistas conversacionais (MAISONNEUVE, 1971). A partir dai fez-se uma análise das rotinas burocráticas e das tarefas de administração geral nas providências de manutenção da escola definem mais a figura do administrador escolar do que o processo pedagógico como tal. Ao mesmo tempo, a falta de preparo ou as lacunas de formação destes profissionais relacionam-se à dificuldade maior que têm para enfrentar a organização e o funcionamento da escola, nos aspectos do planejamento, do curriculo e da avaliação. Da parte dos professores, ressalta-se uma reação de sutil oposição em relaçãoà direção, numa resistência que reproduz em seus argumentos, a relação patrão-operário. Os professores, em seus discursos, articulam a direção e os diretores como opostos a si, por estarem assinalados por um poder que, necessariamente, nega a autonomia dos participantes da comunidade educativa ou restringe seu espaço de a firmação. Os dirigentes, em sua argumentação, configuram os professores, seus próprios colegas, como opositores, obstáculos a seu sucesso na função. Nota divisão, mais que dificuldades de formação ou de conhecimento, as andlises permitiram captar um intrincado processo que atualiza na escola oposições e antagonismos que se enraizam fora dela.

Biografia do Autor

Margot Campos Madeira, UCP

Possui Graduação em Matemática (Bacharelado e Licenciatura) pela PUC/RJ. Especialização em Orientação Educacional pela Universidade Santa Úrsula, USU. Mestrado em Educação pela Univesidade Federal Fluminense, UFF. Doutorado em Psicologia Social da Educação pela Université de Paris, X, Nanterre. Pós-Doutorado pela École des Hautes Études en Sciences Sociales.

Mais informações no Currículo Lattes.

Vicente de Paulo C. Madeira, UCP

Possui Graduação em Filosofia pelo Seminário Arquidiocesano de Fortaleza, Graduação em Filosofia pela Universidade Federal de São João Del-Rei, Mestrado em Administração de Sistemas Educacionais pelo Fundação Getúlio Vargas - RJ, Mestrado em Teologia Sistemática pela Universidade Gregoriana de Roma e Doutorado em Ciências da Educação Sócio Economia da Educação pela Université Paris-Descartes. Atualmente é professor titular do Fundação Educacional Serra dos Órgãos.

Mais informações no Currículo Lattes.

Downloads

Publicado

2000-01-01