Representações sociais sobre a profissão docente

Autores

  • Magali Castro Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Representações sociais, Profissão docente, Estudo de trajetórias

Resumo

Este trabalho tem como fonte os dados da pesquisa "Trajetória Profissional de Professores do Ensino Fundamental no período compreendido entre os anos quarenta e os anos noventa em Belo Horizonte, Minas Gerais", desenvolvida no Mestrado em Educação, da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. As representações sobre a profissão docente de quatro professoras formadas no Instituto de Educação de Minas Gerais, na década de quarenta, foram analisadas a partir da abordagem metodológica
proposta por Spink, que abre a, perspectiva de estudo das representações sociais a partir de casos individuais. Utilizando a História Oral para a coleta de dados, foram analisadas as representações compartilhadas pelas quatro professoras e que podem ser referenciadas ao grupo social das mesmas e, principalmente, à posição ocupada pela escola em que foram formadas.

Biografia do Autor

Magali Castro, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Possui Graduação em Pedagogia pela Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG. Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria, UFSM. Doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo, USP. Pós-Doutorado pelo Institut National de Recherche Pédagogique.

Mais informações no Currículo Lattes.

Downloads

Publicado

2000-01-01