Campo semântico e classificações múltiplas no estudo das representações sociais

Autores

  • Érika dos Reis G. Andrade Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Maria do Rosário de F. Carvalho Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Antonio Roazzi Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Representações sociais, Aprendizagem, Campo semântico

Resumo

Apresentamos o estudo das representações sociais de professores de ensino fundamental, sobre o processo de ensino aprendizagem. As representações sociais são modalidades de conhecimento elaboradas pelo intercâmbio de informações provenientes dos universos reificados, para utilização nos universos consensuais, mediando assim a ação e o entendimento do sujeito sobre a realidade (MOSCOVICI, 1978). Faz-se necessário entender como esses sujeitos classificam e categorizam em sistemas de construtos as informações dos universos reificados com aquelas constituídas no cotidiano do espaço escolar. O levantamento do campo semântico uma estratégia metodológica prelirninar aplicação do Procedimento de Classificações Múltiplas, através do qual buscaremos entender como esses sujeitos classificam e categorizam em sistemas de construtos o que é apreendido da realidade. Este procedimento de pesquisa nos possibilita explorar as categorias e sistemas de classificações do sujeito, promovendo uma melhor compreensão do objeto de estudo, por permitir uma aproximação das diversas facetas de uma representação social.

Biografia do Autor

Érika dos Reis G. Andrade, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Possui Graduação em Licenciatura em Pedagogia pela Associação Cultural Educacional da Bahia, Mestrado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Especialização em Psicopedagogia pela Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Atualmente é Professora Adjunto do Departamento de Educação e Permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Mais informações no Currículo Lattes.

Maria do Rosário de F. Carvalho, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Possui Licenciatura Plena em Pedagogia pela Universidade Federal do Piauí, Mestrado em Psicologia Cognitiva pela Universidade Federal de Pernambuco e Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Atualmente é pesquisadora associada da Fundação Carlos Chagas.

Mais informações no Currículo Lattes.

Antonio Roazzi, Universidade Federal de Pernambuco

Possui Graduação em Psicologia. Mestrado em Psicologia Cognitiva pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Doutrado em Psicologia do Desenvolvimento pela University of Oxford, Inglaterra. Pós-Doutorado pela University of Oxford, Inglaterra. E Pós-Doutorado pelo Instituto Di Scienze e Tecnologie Della Cognizione.

Mais informações no Currículo Lattes.

Downloads

Publicado

2000-01-01