Sentidos atribuídos à oficina de teatro em Centros Socioeducativos

Fernanada Roberta Lemos Silva

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/2178-4582.2014v48n1p35

O presente artigo parte integrante dessa pesquisa busca apresentar a proposta de Arte e Cultura da Fundação CASA apontando em processos realizados em oficinas de Teatro com adolescentes em conflito com a lei os principais conflitos entre fragilidade e potencialidades para o desenvolvimento de oficinas culturais em Centros Socioeducativos. Para tal estabeleceram-se encontros com jovens egressos desses Centros e dois arte-educadores  (professores de Teatro), foram realizadas oito entrevistas com jovens de 17 á 26 anos de idade, moradores de bairros periféricos de Ribeirão Preto SP (Parque Ribeirão Preto, Jardim Progresso, Jardim Juliana, Campos Elíseos, Parque dos Servidores). As entrevistas foram realizadas de maneira semi-estruturada, a fim de se obter uma melhor compreensão do mundo do jovem entrevistado, através da forma como fundamenta suas opiniões. Buscou-se dessa forma, reconstruir por meio da análise das entrevistas recolhidas, qual o impacto de vivências proporcionadas pela arte no comportamento dos jovens que cumpriram medida socioeducativa


Palavras-chave


Arte Educação; Adolescente; Oficinas Culturais; Ressocialização

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/2178-4582.2014v48n1p35

Direitos autorais 2014 Fernanada Roberta Lemos Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Ci. Hum. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe 2178-4582

Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

 

.