Algum ritmo algorítmico: possíveis ligações entre o sintext e a poética de e. m. melo e castro

Autores

  • Otávio Guimarães Tavares Universidade federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Sintext, E.M. de Melo e Castro, Algoritmo.

Resumo

Neste ensaio me proponho a pensar o Sintext (gerador de texto automático) de Pedro Barbosa e os poemas do escritor português E.M. de Melo e Castro como obra hipertextual, logrando uma possível comparação entre suas características algorítmica literárias e uma dialética de leitura interligada entre homem e máquina.

Downloads

Publicado

2007-04-29

Edição

Seção

Artigos