Algum ritmo algorítmico: possíveis ligações entre o sintext e a poética de e. m. melo e castro

Otávio Guimarães Tavares

Resumo


Neste ensaio me proponho a pensar o Sintext (gerador de texto automático) de Pedro Barbosa e os poemas do escritor português E.M. de Melo e Castro como obra hipertextual, logrando uma possível comparação entre suas características algorítmica literárias e uma dialética de leitura interligada entre homem e máquina.

Palavras-chave


Sintext; E.M. de Melo e Castro; Algoritmo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x



Direitos autorais 2008 Otávio Guimarães Tavares

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Texto DigitalUniversidade Federal de Santa CatarinaFlorianópolisSanta Catarina, Brasil. ISSNe 1807-9288

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.