A interface entre cultura literária e história no Núcleo de Pesquisa em Literatura Digitalizada - NUPLID

Autores

  • Olívia Candeia Lima Rocha UFPI
  • Saulo Cunha de Serpa Brandão UFPI

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-9288.2012v8n2p102

Palavras-chave:

História, Memória, Literatura, Periódicos, Mulheres

Resumo

Os periódicos são fontes perecíveis, sujeitas ao dilaceramento, a umidade e ao fogo. Os periódicos são documentos que trazem as marcas de sua época, seus discursos, embates políticos, valores, contradições sociais e econômicas e registram também informações sobre a cultura. Esse texto discute resultados do projeto de pesquisa, Resgate de uma História Feminina No Piauí:Mulheres Escritoras. A pesquisa documental foi realizada no Arquivo Público do Piauí em periódicos publicados em Teresina no período de 1875-1925. Foram utilizados recursos como máquina fotográfica digital e programas como o Corel Draw. Os textos foram digitalizados e disponibilizados no sítio do Núcleo de Pesquisa em Literatura Digitalizada-NUPLID. Verificou-se que a maioria dos textos publicados e selecionados remetiam a uma autoria feminina, mas que as mulheres começavam a participar dos espaços de publicação, utilizando estratégias como o uso de pseudônimos. Além disso, foram digitalizados diversos textos publicados por literatos do período, dentre os quais, Celso Pinheiro e Lucídio Freitas, nomes que figuram entre os fundadores da Academia Piauiense de Letras em 1917. Observa-se que além do caráter noticioso, os jornais divulgavam a produção literária dos autores piauienses do período.

Biografia do Autor

Olívia Candeia Lima Rocha, UFPI

Mestre em História do Brasil pela UFPI. Professora

de História na Universidade Federal do Piauí.

Saulo Cunha de Serpa Brandão, UFPI

Professor do Departamento de Letras da UFPI, Campus Ministro Petrônio Portela, Teresina-PI.

Downloads

Publicado

2012-12-09

Edição

Seção

Dossiê Temático