Poesia em rede: poesia portuguesa em blogues e sítios

Autores

  • Manuel Portela Universidade de Coimbra (Centro de Literatura Portuguesa), Portugal
  • Rita Grácio Universidade de Coimbra (Centro de Literatura Portuguesa), Portugal

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-9288.2012v8n2p302

Palavras-chave:

Poesia electrónica portuguesa, Publicação em linha, Blogues de poesia, Campo literário, Redes sociais

Resumo

Este artigo parte de um levantamento do uso de meios electrónicos em rede para a produção e publicação de poesia em Portugal. Consideramos quer a poesia publicada e distribuída digitalmente, quer a poesia electrónica em sentido estrito, isto é, a poesia que depende de códigos de programação e de aplicações de software específicas. A nossa abordagem combina uma análise específica do meio e das propriedades formais das obras e publicações com uma análise sociológica das relações sociais de produção em diversos grupos e comunidades. Estamos interessados em observar de que modo as práticas de escrita têm vindo a utilizar o meio digital para criar, publicar e distribuir poesia. O espaço de escrita electrónico oferece um canal e um suporte alternativo ao meio mais dispendioso da impressão e distribuição em papel. Além disso, alarga as materialidades da literatura a formas e práticas intermédia que tiram partido das capacidades de convergência dos meios de comunicação promovidas pela digitalidade. Tentamos compreender ainda a dinâmica social deste campo literário particular e das suas redes de interacção, na medida em que reflectem, contestam ou transformam o campo literário mais amplo.

Downloads

Publicado

2012-12-12

Edição

Seção

Dossiê