A voz no arquivo digital

Tereza Virginia de Almeida

Resumo


O presente artigo tem como objetivo refletir sobre os impactos ocasionados nas ciências humanas pela possibilidade de compartilhamento, na rede de computadores, de arquivos auditivos e audiovisuais. Para tanto, parte da hipótese de que o fenômeno representa uma guinada em direção à vocalidade, o que vem trazer significativas transformações nas relações entre pensamento e linguagem, quando comparadas com a cultura do impresso. O elemento central que se apresenta com a presença da voz enquanto materialidade se traduz em um processo de corporificação, em que o aspecto sensorial emerge como algo indissociável da ação comunicativa, ao contrário do que se dá com a impressão em papel e o consequente processo de autonomização do texto.


Palavras-chave


Vocalidade; Disciplina; Arquivo digital; Imprensa; Corpo

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1807-9288.2013v9n2p20



Direitos autorais 2013 Tereza Virginia de Almeida

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Texto DigitalUniversidade Federal de Santa CatarinaFlorianópolisSanta Catarina, Brasil. ISSNe 1807-9288

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.