Neblina: notas sobre o projeto “Os caminhos que se bifurcam”

Autores

  • Bruno Mendes da Silva CIAC/UAlg (Portugal)

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-9288.2013v9n2p3

Palavras-chave:

Tempo, Cinema, Interatividade, Arte Digital, Narrativa Digital

Resumo

O projeto “Os caminhos que se bifurcam” pretende criar um conjunto de narrativas audiovisuais interativas, no âmbito de uma de investigação aplicada, que procura transferir o espetador, através de um processo de imersão, de um nível extradiagético para um nível intradiagético. Neste sentido, procura-se analisar, antes de mais, as possibilidades de identificação do espetador enquanto personagem principal. Esta hipótese terá, enquanto base estrutural experimental, a manipulação da ideia de tempo no cinema. Para atingir estes objetivos serão utilizados recursos narrativos específicos, bem como a possibilidade de interação, nomeadamente através da escolha entre fluxos narrativos alternativos. Pretende-se que este projeto esteja disponível em diferentes média e suportes tais como a internet, aparelhos de ecrã sensível e salas de cinema convencionais.

Biografia do Autor

Bruno Mendes da Silva, CIAC/UAlg (Portugal)

Investigador do CIAC (Centro de Investigação em Artes e Comunicação) atualmente em Pós-doc (Cinema interativo)

Diretor da Licenciatura em Ciências da Comunicação da Universidade do Algarve.

Doutorado em Literatura/Literatura Comparada/Literatura e Cinema pela Universidade do Algarve.

Realizador e Produtor da TDM, Macau/China (com documentários exibidos na RTPi e na TV5/França) entre 1995/2000.

Presença nos festivais internacionais de cinema e vídeo: Fresh (Bangkok), LOOP (Barcelona) e Dokanema (Maputo), Fuso (Lisboa), Festival de la Imagen (Manizales/Colômbia) e Ecologias Digitales (Madellin/Colômbia).

 

Downloads

Publicado

2013-12-04

Edição

Seção

Artigos