O narrador urbano digital em foco: o caso de Marco Almeida, o Maragato

Mauren Pavão Przybylski

Resumo


O presente artigo pretende, a partir dos estudos literários e de "media", comprovar a existência de um narrador oral urbano-digital. Nossa reflexão estará organizada em 4 momentos: 1) Situando o campo: a Restinga, em que traremos, além da apresentação deste bairro periférico e seus narradores, nossas motivações para com a pesquisa; 2) A relação academia, periferia e narrativa: a remediação e o digital, em que enfocaremos elementos dos estudos digitais e o conceito de remediação para apresentar a narrativa oral urbano-digital e nossa relação de pesquisadores para com os moradores deste bairro periférico; 3) Do conceito de narrativa digital hiperficcional , sobre o qual intentaremos discorrer  para, assim, definirmos o narrador urbano-digital, a partir da narrativa interativo-ficcional do “Maragato” e; 4) Para concluir, em que pontuaremos algumas das conclusões a que se chegou com a pesquisa.


Palavras-chave


Estudos de media; Narrador oral urbano-digital; Narrativa; Periferia

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1807-9288.2014v10n1p76



Direitos autorais 2014 Mauren Pavão Przybylski

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Texto DigitalUniversidade Federal de Santa CatarinaFlorianópolisSanta Catarina, Brasil. ISSNe 1807-9288

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.