Projeto Todos Contra o Bullying: práticas de leitura e escrita hipertextual por alunos do ensino fundamental

Simone da Costa Lima, Raquel Cristina de Souza e Souza

Resumo


A ampla expansão das redes de comunicação eletrônica – a Internet – vem causando impactos profundos na sociedade, principalmente na forma com que as pessoas processam a informação e constroem o conhecimento. Como a linguagem disponibilizada no ambiente on-line é centrada na forma escrita, o conceito de texto tem sido amplamente modificado – hipertexto, hipermídia, multimídia. Em função do exposto, cabe à escola desenvolver práticas pedagógicas que atendam às demandas da sociedade atual, propiciando aos alunos a aquisição de diferentes tipos e camadas de letramento. Este trabalho relata uma experiência realizada com seis turmas de 6º ano do Ensino Fundamental de uma instituição pública federal no Rio de Janeiro. Inspirado pela leitura do livro Todos contra Dante, em que o autor Luís Dill se baseia em fatos reais para criar literatura, cada aluno selecionou um caso real de bullying noticiado na mídia, criou murais on-line de recortes das notícias sobre o caso e elaborou um texto em primeira pessoa se colocando no lugar da vítima. Esse texto foi publicado em um microblog, que, assim como os murais, foi produzido com a ferramenta Padlet.  Todos os trabalhos foram organizados em um ambiente do Google Sites, de forma que circulassem socialmente e cumprissem objetivos comunicativos reais. Os resultados da experiência realizada evidenciam que o uso pedagógico das TICs, além de propiciar o multiletramento dos alunos, permitiu que estes refletissem sobre um conflito real e modificassem suas atitudes no ambiente escolar. 


Palavras-chave


Multiletramento; NTICs; Projetos de autoria

Texto completo:

PDF/A

Referências


ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de. Prática pedagógica e formação de professores com projetos: articulação entre conhecimentos, tecnologias e mídias. In: SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA, O. Integração das Tecnologias na Educação. Brasília: Ministério da Educação/SEED/TV Escola/Salto para o Futuro, 2005. p. 38-45. Disponível em: http://www.tvbrasil.org.br/saltoparaofuturo/livros.asp. Acesso em: 5 set. 2014.

CHARNEY, Davida. The impact of hypertext on processes of reading and writing. Literacy and Computers, New York, 1994. Disponível em: http://www.cwrl.utexas.edu/~charney/homepage/Articles/Charney_hypertext.pdf. Acesso em 03 nov. 2014.

COSCARELLI, Carla Viana. Leitura numa sociedade informatizada. In: MENDES, E., et al. Revisitações. Belo Horizonte: UFMG, 1999. p. 83-92.

DILL, Luís. Todos contra Dante. São Paulo: Companhia das Letras. 2008.

HERNÁNDEZ, Fernando. Entrevista: Educador espanhol explica como trabalhar a aprendizagem utilizando projetos. São Paulo: Nova Escola, 2012. Disponível em: http://www.firb.br/editora/index.php/teste/article/download/33/40. Acesso em 16 set. 2014.

HERNÁNDEZ, Fernando; VENTURA, Montserrat. Os projetos de trabalho: uma forma de organizar os conhecimentos escolares. In: HERNÁNDEZ, F.; VENTURA, M (Orgs). A organização do currículo por projetos de trabalho: O conhecimento é um caleidoscópio. 5ª. ed. Porto Alegre: Artmed, 1998.

KOCH, Ingedore Grunfeld Villaça. Desvendando os segredos do texto. 2ª. ed. São Paulo: Cortez, 2003.

KOMESU, Fabiana Cristina. Blogs e as práticas de escrita sobre si na internet. In: MARCUSCHI, L. A.; XAVIER, A. C (Orgs.). Hipertexto e gêneros digitais: novas formas de construção de sentido. Rio de Janeiro: Lucerna, 2005.

LEITE, Lúcia Helena Alvarez; OLIVEIRA, Maria Elisabete Penido de; MALDONATO, Mércia Diniz. Diários. Projetos de trabalho. In: BRASIL. Cadernos da TV Escola. 3ª. ed. Brasília: Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação a Distância, 1998. p. 96. ISSN 1516-148X.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Gêneros textuais emergentes no contexto da tecnologia digital. In: MARCUSCHI, L. A.; XAVIER, A. C (Orgs.). Hipertexto e gêneros digitais: novas formas de construção de sentido. 2ª. ed. Rio de Janeiro: Lucerna, 2005.

MARTÍN-BARBERO, Jésus. Disseminação do saber e novos modos de ver/ler. In: MARTIN-BARBERO, J.; GEHMÁN, R (Orgs.). Os exercícios do ver: Hegemonia Audiovisual. São Paulo: SENAC, 2001.

NOGUEIRA, Nilbo Ribeiro. Pedagogia dos projetos: uma jornada interdisciplinar rumo ao desenvolvimento das múltiplas inteligências. 2ª. ed. São Paulo: Érica, 2001.

PRADO, Maria Elisabette Brisola Brito. Pedagogia de projetos: fundamentos e implicações. In: SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Integração das Tecnologias na Educação. Brasília: Ministério da Educação/SEED/TV Escola/Salto para o Futuro, 2005. p. 12-17. Disponível em: http://www.tvbrasil.org.br/saltoparaofuturo/livros.asp. Acesso em: 5 set. 2014.

ROJO, Roxane. Apresentação: Protótipos didáticos para os multiletramentos. In: ROJO, R.; MOURA, E (Orgs.). Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2012.




DOI: https://doi.org/10.5007/1807-9288.2015v11n1p21



Direitos autorais 2015 Simone da Costa Lima (Universidade Federal do Rio de Janeiro), Raquel Cristina de Souza e Souza (Universidade Federal do Rio de Janeiro)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Texto DigitalUniversidade Federal de Santa CatarinaFlorianópolisSanta Catarina, Brasil. ISSNe 1807-9288

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.