A literatura infantil em diálogo com as mídias digitais: análise do site educativo O pequeno leitor

Elika Silva, Eliane Santana Dias Debus

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/1807-9288.2016v12n2p161

O presente artigo busca, a partir dos critérios de análise de sites educativos propostos por Carvalho (2006) e da categoria linguagem verbal, analisar a configuração do site educativo http://www.opequenoleitor.com.br, O pequeno leitor, verificando como o literário se evidencia no texto de literatura infantil online. Constatou-se que o site não utiliza de forma satisfatória os recursos específicos das TDICs para apresentar de forma inovadora e interativa o texto de LI online, devido à linguagem verbal encontrada nos textos, que são “linguagens meramente portadoras” (HUNT 2010, p. 158), ou seja, a linguagem escrita vinculada às propostas fragmentadas da leitura com fins utilitários ou pedagógicos. Entendemos que a leitura literária é de grande importância para a vida das pessoas e por meio dela conseguimos interagir com o mundo a nossa volta e também acreditamos na importância dessa literatura em diálogo com as mídias digitais para a formação do leitor, por isso se faz imprescindível a análise do material que está ao alcance das crianças.

 


Palavras-chave


Literatura Infantil; Sites Educativos; Leitor

Texto completo:

PDF/A

Referências


AZEVEDO, Ricardo. Livros para crianças e literatura infantil: convergências e dissonâncias. Jornal do alfabetizador, Porto Alegre, v. 11, n. 61, 1999. Disponível em: www.ricardoazevedo.com.br. Acesso em: 15 mar. 2016.

BRASIL. Lei no 11.645, de 10 de março de 2008. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, modificada pela Lei no 10.639, de 9 de janeiro de 2003, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena”. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 11 mar. 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11645.htm>. Acesso em: 15 mar. 2016.

DEBUS, Eliane S. Dias. Linguagem e infância III: a escrita e sua historicidade. Palhoça, SC: Unisul Virtual, 2008.

DEBUS, Eliane S. Dias; DOMINGUES, Chirley. Branca de Neve e as sete versões: uma manifestação do insólito ficcional. In: DEBUS, Eliane; MICHELLI, Regina (Org.). Entre fadas e bruxas: o mundo feérico dos contos para crianças e jovens. Rio de Janeiro: Dialogarts, 2015. p. 59-73.

DEBUS, Eliane S. Dias; BALSAN, Silvana Ferreira de Souza. Das tramas que entrecedem o contar histórias. Florianópolis, 2016. No prelo.

DEBUS, Eliane S. Dias. A Literatura Angolana para a Infância. Educação & Realidade. Porto Alegre, v. 38, n. 4, p. 1129-1145, 2013. Disponível em: . Acesso em: 14 nov. 2015.

CARVALHO, Ana Amélia Amorim. Indicadores de qualidade de sites educativos. Cadernos SCAUSEF, Braga, PT, n. 2, p. 55-78, 2006. Disponível em: . Acesso em: 9 abr. 2015.

CUNHA, Maria Zilda. Entre livros e telas: a narrativa para crianças e jovens. Via Atlântica, São Paulo, n. 14, dez.2008. Disponível em: . Acesso em: 31 mar. 2016.

ECO, Umberto. Sobre a literatura. Tradução de Eliana Aguiar. 2. ed. Rio de Janeiro: Record, 2003.

HUNT, Peter. Crítica, teoria e literatura infantil. Tradução de Cid Knipel. São Paulo: Cosac Naify, 2010.

LAJOLO, Marisa. O texto não é pretexto: será que não é mesmo? In: ZILBERMAN, Regina; RÖSING, Tânia (Org.). Escola e leitura: velha crise – novas alternativas. São Paulo: Global, 2009. p. 99-112.

LODUCCA, Stela Greco. O pequeno leitor. São Paulo, 2010. Disponível em: http://blog.opequenoleitor.com.br/. Acesso em: 11 mar. 2015.

MIALL, David S.; KUIKEN, Don. What is literariness? Three components of literary reading. Discourse Processes, Edmont, p. 121-138, 1999. Disponível em: . Acesso em: 15 abr. 2016.

SANTAELLA, Lucia. Navegar no ciberespaço: o perfil cognitivo do leitor imersivo. São Paulo: Paulus, 2004.

PRENSKY, Marc. Nativos digitais, imigrantes digitais. De On the Horizon, Lincoln, v. 9, n. 5, oct. 2001. Disponível em: . Acesso em: 7 jun. 2015

RETTENMAIER, Miguel. (Hiper)mediação leitora: do blog ao livro. In: SANTOS, Fabiano dos; NETO, José Castilho Marques; ROSING, Tânia M. K (Org.). Mediação de leitura: discussões e alternativas para a formação de leitores. São Paulo: Global, 2009. p. 71-94.

SOUZA, Ingobert Vargas de. Políticas públicas para o livro e a leitura no Brasil: acervos para os anos iniciais do Ensino Fundamental. 2015. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, 2015.

ZILBERMAN, Regina. A literatura infantil na escola. 11. ed. São Paulo: Global, 2003.






Direitos autorais 2016 Elika Silva, Eliane Santana Dias Debus

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Texto Digital. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1807-9288

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.