O uso de elementos semânticos no processo de recuperação da informação em ambientes digitais

Autores

  • José Eduardo Santarem Segundo Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-9288.2017v13n2p93

Palavras-chave:

Repositórios Digitais, Ambientes Digitais, Elementos Semânticos

Resumo

O presente artigo trata do uso de elementos semânticos no processo de armazenamento e recuperação de informação em repositórios digitais através do processo de Folksonomia Assistida e do modelo Representação Interativa.

Biografia do Autor

José Eduardo Santarem Segundo, Universidade de São Paulo

Doutor e Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho-UNESP-Marília/SP; Professor Doutor no Departamento de Educação, Informação e Comunicação, da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo (USP); Docente do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília na linha de Informação e Tecnologia. Coordenador do GT8 - Informação e Tecnologia, da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação (ANCIB). Atua na linha de pesquisa - Ambientes Digitais e Tecnologias Aplicadas a Informação e Comunicação - , com ênfase em Web Semântica, Linked Data, Dados Abertos e Acervos Digitais. Lider do NEWSDA - Núcleo de Estudos em Web Semantica e Dados Abertos. Recebeu o Prêmio de Melhor Tese pela Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação (ANCIB) - Ano 2011. Recebeu também Menção Honrosa no Prêmio Capes de Teses - 2011 (Ciências Sociais Aplicadas) 

Downloads

Publicado

2017-12-21

Edição

Seção

Artigos