Wilton Azevedo, o signo expandido

Cristiano de Sales

Resumo


Isto não é um artigo. Não reflete o resultado de uma pesquisa, embora relate a convivência com Wilton Azevedo, uma personalidade com a qual tive o prazer de fazer pesquisas e travar amizade. Falo aqui de como foi trabalhar e trocar experiências com esse artista, intelectual e amigo, cujas heranças transbordam a vida acadêmica e seguem influenciando muitas de minhas escolhas profissionais e pessoais.


Palavras-chave


Literatura

Texto completo:

PDF/A

Referências


BARTHES, Roland. O grau zero da escrita. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

CANDIDO, Antonio. Formação da Literatura Brasileira: momentos decisivos, 1750-1880. Rio de Janeiro: Ouro sobre o azul; São Paulo: Fapesp, 2009.

AZEVEDO, Winton. SANTOS, Alckmar. Volta ao fim. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=gUHLuxDukqA (acessado em 12/05/2018)

AZEVEDO, Wilton. Quando assim termina o nunca. São Paulo: Editora Mackenzie, 2004. 1 DVD.




DOI: https://doi.org/10.5007/1807-9288.2018v14n2p180



Direitos autorais 2018 Cristiano de Sales

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Texto DigitalUniversidade Federal de Santa CatarinaFlorianópolisSanta Catarina, Brasil. ISSNe 1807-9288

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.