Paulo Aquarone: poeta multimídia

Paulo Aquarone

Resumo


Paulo Aquarone é poeta multimídia e utiliza a internete, desde o início da década de 1990, para produzir e divulgar sua obra. Ele faz uso, ainda, de outras mídias na confecção dos poemas, como; instalação, objeto, happening, vídeo, etc.


O poeta tem onze títulos publicados e comentários críticos feitos por Augusto de Campos (poeta), Ferreira Gullar (poeta), Paulo Bomfim (poeta), Raphael Galvez (pintor e escultor), Adélia Prado (poeta), Judith Lauand (artista plástica), Antônio Maluf (artista plástico), entre outros. Há exposições de suas obras em diversos espaços como: Centro Cultural São Paulo, Biblioteca Central (São Paulo, Rio de Janeiro e Santa Catarina), Biblioteca Nacional de Lisboa (comemoração aos 500 anos do Brasil), Casa das Rosas-Espaço Haroldo de Campos (SP), Caixa Econômica Federal (SP), Conexões Tecnológicas – Prêmio Sérgio Motta de arte e tecnologia (SP), FILE (Festival Internacional de Linguagem Eletrônica) no prédio da FIESP (SP), entre outros espaços.


Acesso:  www.pauloaquarone.com/textodigital.html e http://www.pauloaquarone.com/


Palavras-chave


Poesia digital; Literatura; Poesia



DOI: https://doi.org/10.5007/%25x



Direitos autorais 2012 Paulo Aquarone

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Texto DigitalUniversidade Federal de Santa CatarinaFlorianópolisSanta Catarina, Brasil. ISSNe 1807-9288

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.