A Composição do Veneno: Homem não é Árvore

Hugo Almeida

Resumo



O ultimo romance de Osman Lins, A rainha dos cárceres da Grecia (1976), é infiltrado de veneno. O escritor nao admitia oferecer textos como "frutos maduros" e doces nascidos de árvore (afastados da realidade amarga da vida contemporânea). Ao temer que "O engano envenenasse" a obra, a personagem-narradora de A rainha diz O mesmo: não admitir escrever algo enganoso, que não espelhasse a sociedade desigual e injusta em que ela e seus personagens vivem.



Palavras-chave


Romance; Veneno; Compromisso

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x



outra travessia, eISSN 2176-8552, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

CC-by-NC icon
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.