A invenção do bairro (periférico) na literatura portenha: o caso Evaristo Carriego doi:10.5007/2176-8552.2009n8p69

Autores

  • Claudio Celso Alano da Cruz UFSC

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Evaristo Carriego, Buenos Aires, Bairro, Arrobal

Resumo

O artigo busca refletir preliminarmente sobre o modo pelo qual podemos conceber a representação literária do bairro tomando como ponto de partida a obra de Evaristo Carriego, que ficou conhecido na Argentina como aquele que inventou o "arrabalde portenho" enquanto representação literária.

Downloads

Publicado

2009-12-07