Um crime à décima segunda potência: considerações sobre a arte combinatória em Italo Calvino
DOI: 10.5007/2176-8552.2011n12p68

Claudia Maia

Resumo


Este artigo apresenta uma leitura do conto “O incêndio da casa abominável”, de Italo Calvino, e pretende investigar de que maneira o crime, mote central do conto, contribui para sublinhar o caráter combinatório da narrativa, ou mesmo como se constitui per se uma arte combinatória. Para tanto, retomam-se as discussões de Jorge Luis Borges sobre a literatura como “fato intelectual” e “obra da inteligência”, em “O conto policial”, e as do próprio Calvino sobre a narrativa como “máquina literária”, em “Cibernética e fantasmas: notas sobre a narrativa como processo combinatório”.

Palavras-chave


Italo Calvino; “O incêndio da casa abominável”; Arte combinatória; Crime; Narrativa policial

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2176-8552.2011n12p68



outra travessia, eISSN 2176-8552, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

CC-by-NC icon
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.