Infância itabirana em 1910: dos oito aos oitenta

Autores

  • Claudio Celso Alano da Cruz UFSC

DOI:

https://doi.org/10.5007/2176-8552.2010n6p67

Palavras-chave:

Boitempo, Drummond, Memória, Infância, Poesia

Resumo

O trabalho ensaia uma primeira abordagem da obra Boitempo, de Carlos Drummond de Andrade, buscando configurá-la como parte de uma tradição brasileira de "memórias da infância", que tem em Casimiro de Abreu o seu ponto inicial, e na geração modemista a sua mais rica expressão.

Downloads

Publicado

2007-10-28

Edição

Seção

Releituras da tradição