A metáfora na ensaística de Borges

Autores

  • Gustavo Ponciano Cunha de Oliveira Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.5007/2176-8552.2014n17p115

Palavras-chave:

Teoria Literária, Literatura Comparada, Estudos Culturais

Resumo

A metáfora é uma recorrência temática na ensaística de Jorge Luis Borges. Porém, o tratamento dado pelo autor portenho ao objeto ensaiado não foi sempre o mesmo. Do jovem poeta e ensaísta ultraísta ao maduro palestrante, as concepções foram profundamente alteradas. Neste ensaio, pretendemos passar por estas diversificadas concepções para nos concentrarmos em uma delas: a metáfora entendida como possibilidade de convergência de conceitos diversos, mesmo contraditórios. Mais do que tema, defendemos a tese de que esta metáfora é própria ao funcionamento ensaístico de Borges. Para promover o debate, nos apoiamos em textos de Paul Ricoeur, Jaime Alazraki, Joseph Hillis Miller, Joaquina Navarro, Álvaro Salvador, entre outros.

Biografia do Autor

Gustavo Ponciano Cunha de Oliveira, Universidade Federal de Goiás

Faculdade de Letras da Universidade Federal de Goiás. Professor substituto de Teoria da Literatura. Mestre em Estudos Literários. Doutorando na mesma área. Bolsista do CNPq.

Downloads

Publicado

2014-12-02