“Arte de passagem”, lugares de sentido, política e poder

Autores

  • Maria Aparecida Fontes Universidade de Pádua

DOI:

https://doi.org/10.5007/2176-8552.2017n23p11

Palavras-chave:

Muralismo, Memória, Imaginário Nacional

Resumo

Este texto é uma reflexão sobre o papel da arte mural na formação de
um imaginário nacional, na Itália e no Brasil dos anos 1930, a partir do estudo
das obras de Mario Sironi e Cândido Portinari e das relações entre memória,
muralismo e política cultural do Estado.

Downloads

Publicado

2017-06-26