O “futuro Vigor” e o contemporâneo: aspectos da energia em Nathalie Quintane

Autores

  • Paula Glenadel Universidade Federal Fluminense

DOI:

https://doi.org/10.5007/2176-8552.2017n24p5

Palavras-chave:

Poesia francesa, Modernidade, Contemporaneidade, Energia, Ética

Resumo

A tradicional função da arte como mediadora no círculo hermenêutico ou no círculo da dialética especulativa, descrita por Jacques Derrida em La vérité en peinture, pode ser contrastada com uma abordagem diferente, de que a poesia francesa da modernidade já dá notícias em suas representações acerca da ideia de energia. A partir dessa perspectiva, pode-se situar a escrita de Nathalie Quintane na tensão entre parergon e obra, na ênfase dada à performatividade da linguagem poética como força política, que encenam a produção de uma energia revolucionária e deslizam a fórmula rimbaldiana do “futuro Vigor” na direção das questões colocadas pela contemporaneidade.

Biografia do Autor

Paula Glenadel, Universidade Federal Fluminense

Realizou, na Universidade Federal do Rio de Janeiro, licenciatura em português-francês (1985), mestrado em Letras Neolatinas (1989) e doutorado em Letras Neolatinas (1996). Realizou pós-doutorado na Université de Paris VIII (2002). Atualmente é Professora Titular da Universidade Federal Fluminense e pesquisadora PQ-1D do CNPQ. Entre suas atividades, podem-se mencionar: Editora de Literatura da Revista Gragoatá (dos Programas de Pós-Graduação na área de Letras da UFF), vice-coordenadora do Programa de Pós-graduação em Estudos de Literatura da UFF (2010-2014), parecerista ad hoc do CNPq e da CAPES, membro de conselhos consultivos e/ou editoriais de periódicos científicos brasileiros. Em 2003, fundou, com outros professores da UFF e de Universidades diferentes, o Grupo Relações entre Literatura, Filosofia e Psicanálise na Contemporaneidade (LIFIPs), um grupo cadastrado no CNPq e que tem como interesse aprofundar os estudos em torno da literatura, da filosofia, da psicanálise, da tradução, enfatizando os aspectos teóricos dos estudos literários. Junto com a atuação acadêmica, mantém também um projeto de escrita artística, com alguns livros de poesia publicados, e vem atuando como tradutora de textos filosóficos e literários. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literaturas Estrangeiras Modernas, Literatura Francesa, atuando principalmente nos seguintes temas: literatura e filosofia, contemporaneidade, desconstrução, tradução, poesia francesa e poesia.

Downloads

Publicado

2017-12-08

Edição

Seção

Artigos