Valor literário depois da Teoria: Derrida, Agamben e os Escritores do Não

Sérgio Luiz Bellei

Resumo


A ascensão da Teoria na segunda metade do século XX foi percebida, por parte significativa da academia, como uma ameaça aos valores tradicionais da literatura e dos estudos literários. Produzida no ambiente pouco arejado e degradado da universidade moderna, a Teoria teria supostamente aberto caminho para discursos pouco racionais e voltados para o enfraquecimento do senso comum, da inteligibilidade textual e da objetividade. Foi, em parte, responsável não apenas pelo declínio da cultura e da literatura, mas, até mesmo, pela derrocada da moral, dos costumes e do humanismo. O presente ensaio trabalha a possibilidade de pensar a Teoria para além de uma perspectiva meramente negativa e em direção a uma proposta alternativa de valorização da literatura em textos exemplares de Jacques Derrida, Giorgio Agamben e dos escritores do Não.


Palavras-chave


Teoria; Valor literário; Giorgio Agamben; Jacques Derrida; Enrique Vila-Matas

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2176-8552.2017n24p53



outra travessia, eISSN 2176-8552, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

CC-by-NC icon
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.