Normalidade, projeção e alteridade em O filho eterno, de Cristovão Tezza e Nascer duas vezes, de Giuseppe Pontiggia

Autores

  • Carolina Duarte Damasceno UFU

DOI:

https://doi.org/10.5007/2176-8552.2019.e72968

Palavras-chave:

normalidade, O filho eterno, Nascer duas vezes, intertextualidade

Resumo

Este artigo se deterá sobre o diálogo entre O filho eterno, de Cristovão Tezza, e Nascer duas vezes, de Giuseppe Pontiggia, que se aproximam por discutir os impactos da ideia de norma, de desvio de padrão e também por mapear projeções presentes nas relações.  Ao longo da análise, será mostrado como os dois romances desencadeiam, a partir da representação de um relacionamento com um portador de deficiência, uma reflexão sobre os limites e alcances da alteridade.

Referências

COETZEE, John Maxwell. Juventude. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

DAVIS, Lennard. “Constructing Normalcy: the Bell Curve, the Novel, and the Invention of the Disabled Body in the Nineteenth Century”. Londres, Nova York: Verso, 1995, p.23-72.

DOMINO, Maurice.”La réécriture du texte littéraire Mythe et Réécriture”. Paris: SEMEN, n.3, 1987.

FOUCAULT, Michel. Os anormais. São Paulo; Martins Fontes, 2001.

LAPOUJADE, David. “O inaudível – uma política do silêncio”. In: NOVAES, Adauto (org). Mutações - o Silêncio e A Prosa do Mundo. São Paulo: Edições Sesc, 2014.

LÉVY-STRAUSS, Claude. Tristes tropiques. Paris:Plon, 1965.

LORENZI, Camila Lousana Pavanelli de. “Uma aproximação da crítica literária à psicanálise na leitura de O filho eterno, de Cristóvão Tezza: relações entre leitor, narrador e personagem”. Jornal de psicanálise,. vol.45 no.82 São Paulo jun. 2012.

OE, Kensaburo. Uma questão pessoal. São Paulo: Companhia das Letras. 2003.

PONTIGGIA, Giuseppe. Nascer duas vezes. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.

PRATA, Maria Regina. “O normal e o patológico em Freud”. Physis ,vol.9 no.1. Rio de Janeiro, Jan./Jun 1999.

RABAU, Sophie. L’intertextualité. Paris: Flammarion, 2002.

RICOEUR, Paul. Do texto à acção: ensaios de hermenêutica II. Porto: Res Ed., 1989.

TEZZA, Cristovão. A eternidade e um livro [entrevista concedida a Irineo Netto]. Gazeta do Povo, Curitiba, 6 de agosto de 2007. Disponível em http://www.cristovaotezza.com.br/critica/ficcao/f_filhoeterno/p_03_gazetadopovo05ago07.htm. Acesso em: 26 de março de 2020.

TEZZA, Cristovão. O filho eterno. Rio de Janeiro: Record, 2007.

TODOROV, Tzvetan. Nous et les autres:: la réflexion française sur la diversité humaine. Paris: Éditions du Seuil, 1989.

Downloads

Publicado

2020-12-14