Gestão Social, Extensão e Teologia da Libertação: uma análise a partir de um projeto junto a comunidades

Fernando Guilherme Tenório, Thais Soares Kronemberger, Laís Villela Lavinas

Resumo


A gestão social ao ser compreendida como um processo gerencial dialógico, cuja autoridade decisória é compartilhada entre os participantes da ação, adquire sentido como prática ao ser desenvolvida pela extensão universitária. É inserido nesta temática que o artigo tem como principal objetivo analisar um projeto de extensão dedicado à realização de cursos em gestão social junto a comunidades da Região Metropolitana do Rio de Janeiro. A metodologia adotada compreende a pedagogia emancipatória de Paulo Freire e a filosofia de trabalho em comunidades de Boff, além do método da pesquisa-ação de Thiollent. Dentre os resultados alcançados, destaca-se: a elaboração de projetos comunitários sobre diversas problemáticas; a mobilização e a inserção de representantes de comunidades em instâncias decisórias participativas, como conferências e conselhos municipais; a realização de ações de inclusão digital por meio da implementação de um laboratório de informática; a divulgação e a implementação de cursos em gestão social em uma rede de universidades.


Palavras-chave


Gestão Social; Extensão; Teologia da Libertação

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8077.2014v16n39p224

Revista de Ciências da Administração, Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Administração, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Para entrar em contato com a equipe editorial da Revista RCA, encaminhe um e-mail para rca.cse@contato.ufsc.br

ISSNe 2175-8077    ISSN 1516-3865

Licença Creative Commons
This obra is licensed under a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.