Inefabilidade e socialização na transferência de conhecimento tácito em países menos desenvolvidos: o caso do Cine Group em Moçambique

Roberto Gonzalez Duarte, José Márcio de Castro, Renata Simões Guimarães Borges

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar os múltiplos papéis da socialização na transferência de conhecimento tácito entre uma empresa multinacional (EMN) brasileira e a sua subsidiária localizada em um país menos desenvolvido. A despeito dos avanços da literatura sobre transferência de conhecimento em EMNs e sobre o papel da socialização nesse processo, dois aspectos – um conceitual e outro empírico – têm sido negligenciados: (i) a inefabilidade do conhecimento tácito e (ii) a transferência de conhecimento para países menos desenvolvidos caracterizados por baixa capacidade absortiva. Realizou-se o estudo de caso do Cine Group, empresa brasileira do setor de audiovisual que, em 2009, instalou uma subsidiária em Maputo (Moçambique). Os resultados evidenciam que, em razão da inefabilidade do conhecimento tácito e do contexto de baixa capacidade absortiva da subsidiária, a socialização pode ter papéis distintos, que vão da transferência de conhecimento à mudança comportamental, passando pela aprendizagem conjunta.


Palavras-chave


Transferência de conhecimento; socialização; capacidade absortiva

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Revista de Ciências da Administração, Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Administração, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Para entrar em contato com a equipe editorial da Revista RCA, encaminhe um e-mail para rca.cse@contato.ufsc.br

ISSNe 2175-8077    ISSN 1516-3865

Licença Creative Commons
This obra is licensed under a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.