A relação entre o potencial de flexibilidade estrutural e o potencial de flexibilidade cultural na TCM Informática Ltda

Alessandra Zaguini, Eloise Helena Livramento Dellagnelo

Resumo


Este estudo objetivou verificar a relação entre o potencial de flexibilidade da cultura organizacional e o potencial de flexibilidade estrutural da TCM Informática Ltda. O método adotado nesta pesquisa foi o estudo de caso de caráter predominantemente qualitativo descritivo/interpretativo. A população deste estudo envolveu os empregados da organização com vínculo empregatício. Foram obtidos dados junto a fontes primárias e secundárias a partir de entrevistas semi-estruturadas, documentos da organização e observação direta do local de pesquisa. No total de vinte e nove funcionários, foram entrevistados dezessete empregados. Utilizou-se a análise de conteúdo e a análise documental como técnicas de análise dos dados coletados na pesquisa. A relação entre o potencial de flexibilidade da cultura organizacional e o potencial de flexibilidade estrutural da TCM Informática Ltda foi analisada a partir da caracterização da estrutura e cultura da organização, assim como de seus respectivos potenciais de flexibilidade e da comparação entre ambos. Os resultados deste estudo revelaram uma relação de congruência entre a tendência a um baixo potencial de flexibilidade estrutural e flexibilidade cultural da organização.

Palavras-chave


Cultura organizacional; Estrutura organizacional; Flexibilidade; Organizational culture; Organizational structure; Flexibility

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Revista de Ciências da Administração, Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Administração, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Para entrar em contato com a equipe editorial da Revista RCA, encaminhe um e-mail para rca.cse@contato.ufsc.br

ISSNe 2175-8077    ISSN 1516-3865

Licença Creative Commons
This obra is licensed under a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.