Dinomys branickii Peters, 1873 (Rodentia, Dinomyidae): consumo e preferência alimentar em cativeiro.

Raymundo Tomaz Santos Neto, Valber Cleyton Leal da Costa, Áurea Martins Gabriel, Diva Anelie de Araújo Guimarães

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2017v30n1p91

Dinomys branickii é uma espécie vulnerável que sofre pressão de atividades antrópicas como a caça e a destruição do habitat. A criação dessa espécie em cativeiro é uma alternativa viável para a implantação de projetos de conservação e para ampliar o conhecimento dos principais aspectos da sua biologia. O objetivo deste trabalho foi determinar o consumo e a preferência alimentar de um grupo de D. branickii em cativeiro. Para determinar a preferência alimentar foi utilizado o índice de preferência alimentar (P) dos alimentos mais consumidos. A quantidade média de alimentos ofertados foi de 6,6 kg dia/grupo, sendo consumidos 4,4 kg dia/grupo (66%), totalizando 11 ± 2,9 alimentos ofertados por dia. O consumo de frutas (71%) foi maior que os demais grupos alimentares, seguido do consumo raízes/tubérculos (65,3%) e os menos consumidos foram cereais/sementes (39,4%) e folhas (38,3%). Os alimentos preferidos foram: Brassica oleracea (P = 1,38), Zea mays (P = 1,25), Ipomoea batatas (P = 1,17), Mangifera indica (P = 1,13), Cucubita moschata (P = 1,10), Talinum esculentum (P = 1,00) e Manihot esculenta (P = 1,00). Os resultados obtidos sugerem que os alimentos com teor elevado de ibras e carboidratos devem ser utilizados na composição da dieta de D. branickii em cativeiro, visando o bem estar e desenvolvimento da espécie.

 


Palavras-chave


Alimentação; Bem-estar animal; Ex-situ; Manejo em cativeiro; Nutrição

Texto completo:

PDF/A (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2017v30n1p91

Direitos autorais 2017 Raymundo Tomaz Santos Neto, Valber Cleyton Leal da Costa, Áurea Martins Gabriel, Diva Anelie de Araújo Guimarães

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.