Polêmicas Reais e Falsas na Relação Conceitual entre Metodologias Quantitativas e Qualitativas Aplicadas ao Campo da Saúde

Conteúdo do artigo principal

Egberto Ribeiro Turato

Resumo

Para desarmarmos falsos dilemas na discussão sobre interações entre investigações quantitativas e qualitativas empregadas nas áreas da saúde, começo com a apresentação de um jogo de perguntas habituais feitas àqueles pesquisadores que trazem abordagens das ciências humanas para o espaço acadêmico onde o modelo biomédico é hegemônico. Em contrapratida, são aqui abaixo propostas outras indagações, desta vez, que deveriam partir dos investigadores qualitativistas em direção a seus colegas que utilizam a matemática como ferramenta básica na construção dos conhecimentos científicos, que assim estão buscando nexo causal – pautado nas correlações estatísticas – entre os elementos coletados.

Detalhes do artigo

Como Citar
TURATO, Egberto Ribeiro. Polêmicas Reais e Falsas na Relação Conceitual entre Metodologias Quantitativas e Qualitativas Aplicadas ao Campo da Saúde. Cadernos Brasileiros de Saúde Mental/Brazilian Journal of Mental Health, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 130–135, 2011. DOI: 10.5007/cbsm.v1i1.68434. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/cbsm/article/view/68434. Acesso em: 1 mar. 2024.
Seção
Artigos originais