A loucura na canção: Protagonismo e emancipação através da música.

Conteúdo do artigo principal

Sidnei Martins Dantas

Resumo

O presente artigo aborda o discurso das canções do grupo musical Harmonia Enlouquece (grupo criado no Centro Psiquiátrico do Rio de Janeiro – CPRJ). A partir das considerações da Análise do Discurso, demonstra-se que o referido grupo instaura um lugar de enfrentamento ao estigma da loucura tendo o discurso irônico como principal estratégia. Verifica-se, ainda, que o grupo acaba por produzir um novo posicionamento revelando uma atitude de protagonismo e emancipação através da música.

Detalhes do artigo

Como Citar
DANTAS, Sidnei Martins. A loucura na canção: Protagonismo e emancipação através da música. Cadernos Brasileiros de Saúde Mental/Brazilian Journal of Mental Health, [S. l.], v. 8, n. 18, p. 111–131, 2016. DOI: 10.5007/cbsm.v8i18.69181. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/cbsm/article/view/69181. Acesso em: 26 fev. 2024.
Seção
Trabalho com Cultura e Arte: Implicações em Saúde Mental e Atenção Psicossocial
Biografia do Autor

Sidnei Martins Dantas, FAETEC/RJ

 Graduação em Psicologia pela Universidade Federal Fluminense (1991), Graduação em Educação Artística - licenciatura em Musica - Conservatório de Música de Niterói (2003), Graduação em Bacharelado em Música - Conservatório Brasileiro de Música Centro Universitário (2014), Mestrado em Ciências da Arte pela Universidade Federal Fluminense (2004) e Doutorado em Letras pela Universidade Federal Fluminense (2010). Atualmente é Docente de Educação Musical na Fundação de Apoio As Escolas Técnicas (FAETEC) e na Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro. Membro fundador e musico do Grupo Harmonia Enlouquece.