Avaliação de Serviços de Atenção Psicossocial no Brasil:

Uma revisão integrativa de literatura

Autores

Palavras-chave:

Avaliação em Saúde, Serviços de Saúde Mental, Assistência à Saúde Mental

Resumo

A Reforma Psiquiátrica (RP) transformou o arcabouço jurídico e o universo técnico-assistencial no campo da saúde mental. A avaliação neste campo, contudo, mostra-se menos comum que em outras áreas. O objetivo deste artigo é revisar os estudos avaliativos dos serviços integrantes da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), publicados de 2011 a 2019. Foram selecionados 46 artigos, analisados por dois autores, considerando ano, local, serviços inclusos, metodologia, natureza e forma de coleta dos dados e o perfil dos participantes envolvidos nas avaliações. Os serviços mais frequentemente avaliados foram os Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), em especial os que oferecem cuidado a questões relacionadas ao álcool e outras drogas (CAPS AD). As avaliações apontam que a perspectiva de trabalho aliada ao modo psicossocial prevaleceu frente ao modo asilar. Os demais pontos de atenção da RAPS, como unidades básicas de saúde e hospitais, apresentaram quantitativo de avaliações significativamente menor quando comparados aos CAPS. Sobressaiu-se a abordagem qualitativa com dados primários, obtidos em sua maioria através de entrevistas, observações e escalas de satisfação, as quais mostraram usuários/familiares satisfeitos, com possível viés de gratidão. Conclui-se que estudos avaliativos contribuem com a qualificação da RAPS e a proteção das conquistas já alcançadas, especialmente quando apresentam metodologia participativa.

Biografia do Autor

Ian Jacques de Souza

Graduação em Licenciatura em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (2019) e graduação em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (2017). Atualmente é Acadêmico do programa de Mestrado em Saúde Coletiva pela Universidade Federal de Santa Catarina,

Larissa Weber

Doutoranda em Saúde Coletiva pela Universidade Federal de Santa Catarina. Especialista em Saúde da Família e Comunidade pelo programa de Residência Integrada em Saúde do Grupo Hospitalar Conceição e mestra em Ensino na Saúde pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Sued Macedo Lopes, UFSC

Especialista em Saúde da Família e Comunidade pelo Programa de Residência Multiprofissional da Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC). Graduação em Psicologia pela UNIPLAC

Claudia Flemming Colussi

Possui graduação em Odontologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (1998), mestrado em Saúde Pública pela Universidade Federal de Santa Catarina (2003) e doutorado em Odontologia em Saúde Coletiva pela Universidade Federal de Santa Catarina (2010). Professora Adjunta do Departamento de Saúde Pública da Universidade Federal de Santa Catarina e membro do Núcleo de Extensão e Pesquisa em Avaliação em Saúde - NEPAS - da Universidade Federal de Santa Catarina. Professora do Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva da Universidade Federal de Santa Catarina.Tem experiência na área de Saúde Coletiva, atuando principalmente nos seguintes temas: saude bucal, saude do idoso, saúde comunitária, planejamento, gestão e avaliação em saúde

Daniela Alba Nickel

Doutora em Saúde Coletiva pela Universidade Federal de Santa Catarina. Possui mestrado em Saúde Pública pela Universidade Federal de Santa Catarina (2008), e graduação em Odontologia pela Universidade Federal de Pelotas (2005)

Referências

ALVES, P. F.; KANTORSKI, L. P.; COIMBRA, V. C. C.; OLIVEIRA, M. M.; SILVEIRA, K. L. Indicadores qualitativos de satisfação em saúde mental. Saúde debate, 41(spe), 50-59, mar. 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0103-11042017s05. Acesso em: 16 jul. 2019.

AMARANTE, P.; NUNES, M. O. A reforma psiquiátrica no SUS e a luta por uma sociedade sem manicômios. Ciênc. saúde coletiva, 23(6), 2067-2074, jun. 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232018236.07082018. Acesso em: 16 jul. 2019.

ANTONACCI, M. H.; KANTORSKI, L. P.; WILLRICH, J. Q.; ARGILES, C. T. L.; COIMBRA, V. C. C.; BIELEMANN, V. L. M. Estrutura e fluxo da rede de saúde como possibilidade de mudança nos serviços de atenção psicossocial. Rev Esc Enferm USP, 47(4), 891-898, ago. 2013. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-623420130000400017. Acesso em: 16 jul. 2019.

ARAUJO, A. K.; TANAKA, O. Y. Avaliação do processo de acolhimento em Saúde Mental na região centro-oeste do município de São Paulo: a relação entre CAPS e UBS em análise. Interface (Botucatu), 16(43), 917-928, dez. 2012. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1414-32832012005000054. Acesso em: 16 jul. 2019.

AZEVEDO, D. M.; OLIVEIRA, A. M; MELO, G. S. M.; SALVETTI, M. G.; VASCONCELOS, Q. L. D. A. Q.; TORRES, G. V. Avaliação da assistência em saúde num centro de atenção psicossocial na perspectiva dos profissionais. Revista Brasileira de Pesquisa Saúde, 16(2), 109-116, 2015. Disponível em: http://dx.doi.org/10.21722/rbps.v0i0.9293. Acesso em: 16 jul. 2019.

AZEVEDO, D. M.; SALVETTI, M.; TORRES, G. V. Qualidade da assistência em saúde mental: desenvolvimento de um instrumento de avaliação. Revista de Enfermagem do Centro-Oeste Mineiro, 7, 1-10, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.19175/recom.v7i0.1685. Acesso em: 16 jul. 2019.

BERNHART, M. H.; WIADNYANA, I. G. P.; WIHARDJO, H.; POHAN, I. Patient satisfaction in developing countries. Soc Sci Med., 48(8), 989-996, 1999. Disponível em: https://doi.org/10.1016/s0277-9536(98)00376-1. Acesso em: 16 jul. 2019.

BESSA, M. S.; ARAÚJO FILHO, J. D.; AZEVEDO, D. M.; SALVETTI, M. G.; TORRES, G. V. Avaliação de resultados da assistência em saúde mental por usuários. Revista Brasileira de Ciências da Saúde, 23(1), 89-96, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.22478/ufpb.2317-6032.2019v23n1.32173. Acesso em: 16 jul. 2019.

BOSQUE, R. M.; OLIVEIRA, M. A. F.; SILVA, N. N.; CLARO, H. G.; FERNANDES, I. F. A. L. Satisfação dos trabalhadores, usuários e familiares dos Centros De Atenção Psicossocial em álcool e outras drogas. Revista de enfermagem da UFPE, 11(11), 4598-4606, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.5205/1981-8963-v11i11a231199p4598-4606-2017. Acesso em: 16 jul. 2019.

BOTELHO, L. L. R.; CUNHA, C. C. A.; MACEDO, M. O método da revisão integrativa nos estudos organizacionais. Gestão e Sociedade [Internet], Belo Horizonte, 5(11):121-136, mai. ago. 2011 Disponível em: https://www.gestaoesociedade.org/gestaoesociedade/article/view/1220. Acesso em: 20 dez. 2020.

BRASIL. Edital MCT-CNPq / MS-SCTIE-DECIT / CT-Saúde – Nº 07/2005. Seleção pública de propostas para apoio às atividades de pesquisa direcionadas ao estudo de Saúde Mental. Brasília: MS, 2005. Disponível em: https://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2014/agosto/20/saude-mental2005.pdf. Acesso em: 16 jul. 2019.

BRASIL. Portaria n. 3.088, de 23 de dezembro de 2011. Rede de Atenção Psicossocial. Brasília, DF: MS, 2011. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2011/prt3088_23_12_2011_rep.html. Acesso em: 16 jul. 2019.

BRASIL. Presidente da República. Lei n. 10.216, de 06 de abril de 2001. Proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental. Brasília: DF, 2001.Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/leis_2001/l10216.htm#:~:text=LEI%20No%2010.216%2C%20DE,modelo%20assistencial%20em%20sa%C3%BAde%20mental. Acesso em: 16 jul. 2019.

BRASIL. SAS/DAPES. Coordenação Geral de Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas. Saúde Mental em Dados – 12, Ano 10, nº 12. Brasília, 2015. Disponível em: https://www.mhinnovation.net/sites/default/files/downloads/innovation/reports/Report_12-edicao-do-Saude-Mental-em-Dados.pdf. Acesso em: 16 jul. 2019.

BRÊDA, M. Z.; RIBEIRO, M. C.; SILVA, P. P. A. C.; SILVA, R. C. O.; COSTA, T. F. Avaliação dos centros de atenção psicossocial do estado de alagoas: a Opinião do usuário. Rev Rene, 12(4), 817-24, out/dez. 2011. Disponível em: http://periodicos.ufc.br/rene/article/view/4348/3334. Acesso em: 16 jul. 2019.

BURIOLA, A. A.; MARCON, S. S.; KANTORSKI, L. P.; MATSUDA, L. M. Compreendendo a dinâmica assistencial do serviço de emergência psiquiátrica utilizando a avaliação de quarta geração. Revista eletrônica de enfermagem. 19(54), 1-10, 2017. . Disponível em: https://doi.org/10.5216/ree.v19.43489. Acesso em: 16 jul. 2019.

CAMATTA, M. W.; NASI, C.; ADAMOLI, A. N.; KANTORSKI, L. P.; SCHNEIDER, J. F. Avaliação de um centro de atenção psicossocial: o olhar da família. Ciênc. saúde coletiva, 16(11), 4405-4414, nov. 2011. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1413-81232011001200013. Acesso em: 16 jul. 2019.

COSTA, P. H. A.; COLUGNATI, F. A. B.; RONZANI, T. M. Avaliação de serviços em saúde mental no Brasil: revisão sistemática da literatura. Ciênc. saúde coletiva, 20(10), 3243-3253, out. 2015. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1413-812320152010.14612014. Acesso em: 16 jul. 2019.

COSTA, P. H. A.; RONZANI, M.; COLUGNATI, F. A. B. No meio do caminho tinha um CAPSAD: centralidade e lógica assistencial da rede de atenção aos usuários de drogas. Ciênc. saúde coletiva, 23(10), 3233-3245, out. 2018. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1413-812320182310.12572018. Acesso em: 16 jul. 2019.

CRUZ, M. M.; OLIVEIRA, S. R. A.; CAMPOS, R. O. Grupos de pesquisa de avaliação em saúde no Brasil: um panorama das redes colaborativas. Saúde debate, Rio de Janeiro, 43(122), 657-667, nov. 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0103-1104201912201. Acesso em: 16 jul. 2019.

DANTAS, C. R.; ODA, A. M. G. R. Cartografia das pesquisas avaliativas de serviços de saúde mental no Brasil (2004-2013). Physis, 24(4), Rio de Janeiro, 1127-1179, out./dez. 2014. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0103-73312014000400008

DELGADO, P. G. Reforma psiquiátrica: estratégias para resistir ao desmonte. Trab. educ. saúde (Online), Rio de Janeiro, 17(2), 1-4, mai. 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1981-7746-sol00212. Acesso em: 16 jul. 2019.

DUARTE, M. L. C.; PEREIRA, L. P.; OLSCHOWSKY, A.; CARVALHO, J. de. Avaliação de quarta geração: atendimento aos familiares de usuários de crack. Revista de Enfermagem da UFSM, Santa Maria, 9(12), 1-20, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.5902/2179769229057. Acesso em: 16 jul. 2019.

DUARTE, M. L. C.; VIANA K. R.; OLSCHOWSKY, A. Avaliação de usuários de crack sobre os grupos de familiares no centro de atenção psicossocial. Cogitare Enferm., 20(1), 81-88, Jan/Mar. 2015. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v20i1.37597. Acesso em: 16 jul. 2019.

DUARTE, M. L. M. de L. C.; KANTORSKI, L. P. Avaliação da atenção prestada aos familiares em um centro de atenção psicossocial. Rev Bras Enferm, Brasília, 64(1), 47-52, jan-fev. 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/reben/v64n1/v64n1a07.pdf. Acesso em: 16 jul. 2019.

ESLABÃO, A. D.; COIMBRA, V. C. C.; KANTORSKI, L. P.; GUEDES, A. C.; NUNES, C. K.; DEMARCO, D. A. Além da rede de saúde mental: entre desafios e potencialidades. Revista online de pesquisa Cuidado é Fundamental, Rio de Janeiro, 9(1), 85-91, jan/mar. 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2017.v9i1.85-91 . Acesso em: 16 jul. 2019.

ESPERIDIÃO, M.; TRAD, L. A. B. Avaliação de satisfação de usuários. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, 10(sup), 303-312, set.-dez. 2005. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1413-81232005000500031. Acesso em: 16 jul. 2019.

FERNANDES, F. M. B.; RIBEIRO, J. M.; MOREIRA, M. R. Reflexões sobre avaliação de políticas de saúde no Brasil. Cad. Saúde Pública, 27(9), Rio de Janeiro, 1667-1677, set. 2011. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0102-311X2011000900002. Acesso em: 16 jul. 2019.

GUBA, E. G.; LINCOLN, Y. S. Avaliação de quarta geração. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 2011

GUEDES, A. C.; OLSCHOWSKY, A.; KANTORSKI, L. P.; ANTONACCI, M. H. Transferência de cuidados: processo de alta dos usuários de um centro de atenção psicossocial. Revista Eletrônica de Enfermagem, 19(42), 1-9, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.5216/ree.v19.43794. Acesso em: 16 jul. 2019.

KANTORSKI, L. P.; CORTES, J. M.; GUEDES, A. C.; FRANCHINI, B.; DEMARCO, D. de A. O cotidiano e o viver no Serviço Residencial Terapêutico. Revista Eletrônica de Enfermagem, Pelotas, 16(4), 759-68, out/dez. 2014. Disponível em: https://doi.org/10.5216/ree.v16i4.22923. Acesso em: 16 jul. 2019.

KANTORSKI, L. P.; JARDIM, V. M. R.; QUEVEDO, A. L. A. Avaliação de estrutura e processo dos centros de atenção psicossocial da região sul do Brasil. Ciênc, cuid. saúde, 12(4), 728-735, Out/Dez. 2013. Disponível em: https://doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v12i4.10867. Acesso em: 16 jul. 2019.

KOHLRAUSCH, E. R. Avaliação das ações de saúde mental relacionadas ao indivíduo com comportamento suicida na Estratégia Saúde da Família. Tese de Doutorado, Programa de Pós-graduação em Enfermagem, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/69802. Acesso em: 16 jul. 2019.

MACEDO, J. P.; ABREU, M. M.; FONTENELE, M. G.; DIMENSTEIN, M. A regionalização da saúde mental e os novos desafios da Reforma Psiquiátrica brasileira. Saúde soc., São Paulo, 26(1), 155-170, jan./mar. 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/s0104-12902017165827. Acesso em: 16 jul. 2019.

MENDES, K. D. S.; SILVEIRA, R. C. C. P.; GALVÃO, C. M. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto Contexto Enferm [Internet], Florianópolis, 17(4):758-64, out.-dez. 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=s0104-07072008000400018&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em 20.dez. 2020

MIRANDA, P. O.; SOUZA, O. F.; FERREIRA, T. F. Avaliação da satisfação dos pacientes e familiares em um serviço de saúde mental na cidade de Rio Branco, Acre. J. bras. psiquiatr., Rio de Janeiro, 63(4), 332-340, out.-dez. 2014. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0047-2085000000042. Acesso em: 16 jul. 2019.

MOREIRA, M. I. B.; ONOCKO-CAMPOS, R. T. Ações de saúde mental na rede de atenção psicossocial pela perspectiva dos usuários. Saúde soc., São Paulo, 26(2), 462-474, abr.-jun. 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/s0104-12902017171154. Acesso em: 16 jul. 2019.

OLIVEIRA, F. B.; GUEDES, H. K. A.; OLIVEIRA, T. B. S.; JÚNIOR, J. F. L. (RE) Construindo cenários de atuação em saúde mental na Estratégia Saúde da Família. Rev. Brasileira, em Promoção da Saúde, Fortaleza, 24(2), 109-115, abr./jun. 2011. Disponível em: https://periodicos.unifor.br/RBPS/article/view/2060. Acesso em: 16 jul. 2019.

OLIVEIRA, R. F.; ANDRADE, L. O. M.; GOYA, N. Acesso e integralidade: a compreensão dos usuários de uma rede de saúde mental. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, 17(11), 3069-3078, nov. 2012. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1413-81232012001100023. Acesso em: 16 jul. 2019.

ONOCKO-CAMPOS, R. O.; BACCARI, I. P. A intersubjetividade no cuidado à Saúde Mental: narrativas de técnicos e auxiliares de enfermagem de um Centro de Atenção Psicossocial. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, 16(4), 2051-2058, abr. 2011. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1413-81232011000400004. Acesso em: 16 jul. 2019.

ONOCKO-CAMPOS, R. O.; CAMPOS, G. W.; FERRER, A. L.; CORRÊA, C. R. S.; MADUREIRA, P. R.; GAMA, C. A. P.; DANTAS, D. V.; NASCIMENTO, R. Avaliação de estratégias inovadoras na organização da Atenção Primária à Saúde. Rev. Saúde Pública, São Paulo, 46(1), 43-50, dez. 2012. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0034-89102011005000083. Acesso em: 16 jul. 2019.

ONOCKO-CAMPOS, R. O.; FURTADO, J. P..; TRAPÉ, T. L.; EMERICH, B. F.; SURJUS, L. T. L. S. Indicadores para avaliação dos Centros de Atenção Psicossocial tipo III: resultados de um desenho participativo. Saúde debate, Rio de Janeiro, 41(spe), 71-83, mar. 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0103-11042017s07. Acesso em: 16 jul. 2019.

ONOCKO-CAMPOS, R. O.; GAMA, C. A.; FERRER, A. L.; SANTOS, D. V. D.; STEFANELLO, S.; TRAPÉ, T. L.; PORTO, K. Saúde mental na atenção primária à saúde: estudo avaliativo em uma grande cidade brasileira. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, 16(12), 4643-4652, dez. 2011. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1413-81232011001300013. Acesso em: 16 jul. 2019.

PAGLIACE, Â. G. S.; MAFTUM, M. A.; LACERDA, M. R.; KANTORSKI, L. P.; NIMTZ, M. A.; BRUSAMARELLO, T. Avaliação do cuidado à criança e ao adolescente com transtornos mentais e comportamentais devidos ao uso de substância psicoativa em tratamento no hospital geral. Texto & Contexto Enfermagem, Florianópolis, 28, 1-14, jul. 2019. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072019000100350&tlng=en. Acesso em: 16 jul. 2019.

PINHO, L. B.; KANTORSKI, L. P.; WETZEL, C.; SCHWARTZ, E.; LANGE, C.; ZILLMER, J. G. V.. Avaliação qualitativa do processo de trabalho em um centro de atenção psicossocial no Brasil. Revista Panamericana de Saúde Pública, 30(4), 354–60, 2011. Disponível em: https://iris.paho.org/bitstream/handle/10665.2/9512/v30n4a09.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 16 jul. 2019.

PINHO, L. B.; SILVA, A. B.; SINIAK, D. S.; FOLADOR, B.; ARAÚJO, B. A. Análise da articulação da rede para o cuidado ao usuário de crack. Rev baiana enferm, 31(1), 1-9, 2017b. Disponível em: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v31i1.16654. Acesso em: 16 jul. 2019.

PINHO, L. B.; SINIAK, D. S. O papel da atenção básica no cuidado ao usuário de crack: opinião de usuários, trabalhadores e gestores do sistema. SMAD Rev Eletrônica Saúde Mental Álcool e Drog., 13(1), 30-36, Jan.-Mar. 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.11606/issn.1806-6976.v13i1p30-36. Acesso em: 16 jul. 2019.

PINHO, L. B.; WETZEL, C.; SCHNEIDER, J. F.; OLSCHOWSKY, A.; CAMATTA, M. W.; KOHLRAUSCH, E. R.; SANTOS, E. O.; ESLABÃO, A. Domingues. Avaliação dos Recursos Intersetoriais na composição de redes para o cuidado ao usuário de crack. Escola Anna Nery, Rio de Janeiro, 21(4), 1-8, out. 2017a. Disponível em: https://doi.org/10.1590/2177-9465-ean-2017-0149. Acesso em: 16 jul. 2019.

RAMOS, D. K. R.; GUIMARÃES, J. Novos serviços de saúde mental e o fenômeno da porta giratória no Rio Grande do Norte. Rev Min Enferm., 17(2), 440-445, abr/jun. 2013. Disponível em: http://www.dx.doi.org/10.5935/1415-2762.20130033. Acesso em: 16 jul. 2019.

RESENDE, K. I. D. S.; BANDEIRA, M.; OLIVEIRA, D. C. R. Avaliação da Satisfação dos Pacientes, Familiares e Profissionais com um Serviço de Saúde Mental. Paidéia, Ribeirão Preto, 26(64), 245-253, mai.-ago. 2016. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1982-43272664201612. Acesso em: 16 jul. 2019.

SANTOS FILHO, S. B. Pesquisa em Humanização: articulações metodológicas com o campo da Avaliação. Saúde Transform. Soc, Florianópolis, 5(2), nov. 2014. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2178-70852014000200002. Acesso em: 16 jul. 2019.

SANTOS, A. F. O.; CARDOSO, C. L. Familiares cuidadores de usuários de serviço de saúde mental: Satisfação com serviço. Estudos de Psicologia, Natal, 19(1), 13-21, jan.-mar. 2014. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1413-294X2014000100003. Acesso em: 16 jul. 2019.

SILVA, M. A.; BANDEIRA, M.; SCALON, J. D.; QUAGLIA, M. A. C. Satisfação dos pacientes com os serviços de saúde mental: a percepção de mudanças como preditora. J. Bras. Psiquiatr., Rio de Janeiro, 61(2), 64-71, 2012. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0047-20852012000200002. Acesso em: 16 jul. 2019.

SILVA, N. S.; MELO, J. M.; ESPERIDIÃO, E. Avaliação dos serviços de assistência em saúde mental Brasileiros: revisão integrativa da literatura. Rev. Min. Enferm., 6(2), 280-288, abr./jun. 2012. Disponível em: https://cdn.publisher.gn1.link/reme.org.br/pdf/v16n2a18.pdf. Acesso em: 16 jul. 2019.

SILVA, S. N.; LIMA, M. G. Assistência Farmacêutica na Saúde Mental: um diagnóstico dos Centros de Atenção Psicossocial. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, 22(6), 2025-2036, jun. 2017a. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1413-81232017226.25722016. Acesso em: 16 jul. 2019.

SILVA, S. N.; LIMA, M. G. Avaliação da estrutura dos Centros de Atenção Psicossocial da região do Médio Paraopeba, Minas Gerais. Epidemiol. Serv. Saúde., Brasília, 26(1), 149-160, Jan./Mar. 2017b. Disponível em: https://doi.org/10.5123/s1679-49742017000100016. Acesso em: 16 jul. 2019.

SILVA, S. N.; LIMA, M. G.; RUAS, C. M. Avaliação de Serviços de Saúde Mental Brasileiros: satisfação dos usuários e fatores associados., Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, 23(11), 3799-3810, nov. 2018. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1413-812320182311.25722016. Acesso em: 16 jul. 2019.

SOARES, M. H.; FARINASSO, A. L. C.; GONÇALVES, C. S.; MACHADO, F. P.; MARIANO, L. K. F. R.; SANTOS, C. D. Sobrecarga e satisfação dos familiares de pacientes com esquizofrenia. Cogitare enfermagem. V. 24, e54729, 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v24i0.54729. Acesso em: 16 jul. 2019.

STANISZEWSKA, S.; AHMED, L. The concepts of expectation and satisfaction: do they capture the ways patients evaluate their care? Journal of Advanced Nursing 29(2): 364-372, 1999. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/10197936/. Acesso em: 16 jul. 2019.

SURJUS, L. T. L. S.; ONOCKO-CAMPOS, R. T. Indicadores de avaliação da inserção de pessoas com deficiência intelectual na Rede de Atenção Psicossocial. Saúde debate, Rio de Janeiro, 41(spe), 60-70, mar. 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0103-11042017s06. Acesso em: 16 jul. 2019.

THIENGO, D. L.; FONSECA, D.; ABELHA, L.; LOVISI, G. M. Satisfação de familiares com o atendimento oferecido por um Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil (CAPSi) da cidade do Rio de Janeiro. Caderno de Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, 23(3), 298-308, jul./set. 2015. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1414-462X201500030172. Acesso em: 16 jul. 2019.

TRAPÉ, T. L.; ONOCKO-CAMPOS, R. The mental health care model in Brazil: analyses of the funding, governance processes, and mechanisms of assessment. Rev. Saúde Pública, São Paulo, 51(19), 1-8, mar. 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/s1518-8787.2017051006059. Acesso em: 16 jul. 2019.

VINHA I. R. Cenário da assistência em saúde mental/ uso de substância psicoativas na região de saúde de Piracicaba, São Paulo, Brasil. SMAD Rev Eletrônica Saúde Mental Álcool e Drog, 7(1), 25-31, jan-abr. 2011. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/smad/v7n1/05.pdf. Acesso em: 16 jul. 2019.

WETZEL, C.; KANTORSKI, L. P.; OLSCHOWSKY, A.; SCHNEIDER, J. F.; CAMATTA, M. W. Dimensões do objeto de trabalho em um Centro de Atenção Psicossocial. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, 16(4), 2133-2143, abr. 2011. Disponível em: ://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232011000400013#:~:text=As%20dimens%C3%B5es%20do%20objeto%20de%20trabalho%20em%20um%20Caps%20foram,rela%C3%A7%C3%A3o%20com%20usu%C3%A1rios%20e%20familiares. Acesso em: 16 jul. 2019.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Mental health atlas 2017. Geneva: WHO; 2018. License: CC BY-NC-SA 3.0 IGO. Disponível em: https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/272735/9789241514019-eng.pdf?ua=1. Acesso em: 16 jul. 2019.

YASUI, S. Rupturas e encontros: desafios da reforma psiquiátrica brasileira [online]. Rio de Janeiro, RJ: Editora FIOCRUZ, Loucura & Civilização collection, 2010. Disponível em: https://doi.org/10.7476/9788575413623. Acesso em: 16 jul. 2019.

Downloads

Publicado

2021-12-13

Como Citar

DE SOUZA, I. J. .; WEBER, L. .; MACEDO LOPES, S.; FLEMMING COLUSSI, . C. .; ALBA NICKEL, D. Avaliação de Serviços de Atenção Psicossocial no Brasil:: Uma revisão integrativa de literatura. Cadernos Brasileiros de Saúde Mental/Brazilian Journal of Mental Health, [S. l.], v. 13, n. 37, p. 91-112, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/cbsm/article/view/79908. Acesso em: 26 jan. 2022.