A Teoria das Restrições: estudo de caso em uma indústria de couros do Estado de Santa Catarina

Autores

  • Fernanda da Silva Fernandes UFRJ - Rio de Janeiro - RJ
  • Luciana de Jesus Delfino Fernandes UFRJ - Rio de Janeiro - RJ
  • Renata Gonçalves Pereira UFRJ - Rio de Janeiro - RJ
  • Samuel Cogan UFRJ - Rio de Janeiro - RJ

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8069.2009v6n11p59

Palavras-chave:

Teoria das Restrições, Contabilidade de Custos, Contabilidade Gerencial

Resumo

Este estudo explora a aplicação dos fundamentos da Teoria das Restrições (TOC) em uma indústria de couros, caracterizada como curtume integrado. O objetivo foi evidenciar de forma empírica a aplicação da teoria para a tomada de decisão, relacionada à gestão das restrições e promoção de melhorias na produtividade. São analisadas neste estudo as principais restrições do processo produtivo desta empresa e a aplicação prática da TOC, levantadas por entrevista e demonstrativos contábeis. O resultado demonstra que a aplicação dos princípios da TOC permite o aprimoramento e agilização do processo de tomada de decisões, focado em suas metas: lucro e crescimento.

Biografia do Autor

Fernanda da Silva Fernandes, UFRJ - Rio de Janeiro - RJ

Estudante do Mestrado em Ciências Contábeis da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis - UFRJ

Luciana de Jesus Delfino Fernandes, UFRJ - Rio de Janeiro - RJ

Cursando Mestrado em Ciências Contábeis - Faculdade de Administração e Ciências Contábeis - UFRJ

Renata Gonçalves Pereira, UFRJ - Rio de Janeiro - RJ

Pós-Graduada, Estudante do Mestrado em Ciências Contábeis da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis - UFRJ

Samuel Cogan, UFRJ - Rio de Janeiro - RJ

Doutor em Engenharia de Produção, Professor do Mestrado em Ciências Contábeis da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis - UFRJ

Downloads

Publicado

2010-01-26

Edição

Seção

Artigos