Avaliação de produção científica de pesquisadores: mapeamento das publicações científicas

Cleomir Waiczyk, Eduardo Rolim Ensslin

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/2175-8069.2013v10n20p97

 

O aumento da produção científica, aliado à evolução tecnológica, gerou uma quantidade de publicações que é incompatível com os processos tradicionais de busca e seleção de materiais para dar suporte à pesquisa. Assim, esta pesquisa objetivou identificar, por meio do instrumento ProKnow-C, artigos com reconhecimento científico e alinhados ao tema sobre avaliação da produção científica de pesquisadores disponíveis na literatura internacional e realizar uma bibliometria. Como resultado, identificou-se 15 artigos para compor o Portfólio Bibliográfico, onde se evidenciou: “Scientometrics” como periódico mais presente; “An index to quantify an individual’s scientific research output” como artigo mais citado e van Raan como autor de destaque.


Palavras-chave


Avaliação de desempenho; ProKnow-C; Produção científica; Avaliação docente; Artigos científicos

Texto completo:

PDF/A

Referências


AFONSO, M. H. F. et al. Como construir conhecimento sobre o tema de pesquisa? Aplicação do processo Proknow-C na busca de literatura sobre avaliação do desenvolvimento sustentável. Revista de Gestão Social e Ambiental, v. 5, p. 47-62. 2012.

ARENCIBIA-JORGE, R. et al. Applying successive h indices in the institutional evaluation: a case study. Journal of the American Society for Information Science and Technology, v. 59, n. 1, p. 155-157. 2008.

AZEVEDO, R. et al. Avaliação de desempenho do processo de orçamento: estudo de caso em uma obra de Construção Civil. Ambiente Construído (Online), v. 11, p. 85-104. 2011.

BATISTA, P. D. et al. Is it possible to compare researchers with different scientific interests? Scientometrics, v. 68, n. 1, p. 179-189. 2006.

BORTOLUZZI, S. C. et al. A avaliação de desempenho em redes de pequenas e médias empresas: estado da arte para as delimitações postas pelo pesquisador. Revista Eletrônica de Estratégia & Negócios, v. 4, n. 2, p. 202-222. 2011.

BRUNA, E. D. Jr. et al. Seleção e análise de um portfólio de artigos sobre avaliação de desempenho na cadeia de suprimentos. Gestão da Produção, Operações e Sistemas, v. 7, n. 1, p. 113-125. 2012.

BUTLER, L. Using a balanced approach to bibliometrics: quantitative performance measures in the Australian Research Quality Framework. Ethics in Science and Environmental Politics, v. 8, n. 2, p. 1-10. 2008.

CALAZANS, A. T. S. Qualidade da informação: conceitos e aplicações. TransInformação, v. 20, n. 1, p. 29-45. 2008.

CHAVES, L. C. et al. Mapeamento do tema gestão do apoio à decisão quando analisado sob a ótica de seus resultados. Sistema & Gestão, v. 7, n. 3, p. 336-348. 2012.

COCCIA, M. New models for measuring the R&D performance and identifying the productivity of public research institutes. R&D Management, v. 34, n. 3, p. 267-280. 2004.

COSTAS, R. et al. Bibliometric classificatory approach for the study and assessment of research performance at the individual level: the effects of age on productivity and impact. Journal of the American Society for Information Science and Technology, v. 61, n. 8, p. 1564–1581. 2010.

ENSSLIN, L. et al. ProKnow-C, Knowledge Development Process-Constructivist. Processo técnico com patente de registro pendente junto ao INPI, Brasil, 2010.

ENSSLIN, L.; ENSSLIN, S. R.; PACHECO, G. C. Um estudo sobre segurança em estádios de futebol baseado na análise da literatura internacional. Perspectivas em Ciências da Informação, v. 17, n. 2, p. 71-91. 2012.

FERREIRA, N. S; YOSHIDA, E. M. P. Produção Científica sobre psicoterapias breves no Brasil e demais países latino-americanos (1990-2000). Estudos de Psicologia, v. 3, n. 3, p. 523-531. 2004.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

HALL, C. M. Publish and perish? Bibliometric analysis, journal ranking and the assessment of research quality in tourism. Tourism Management, v. 32, n. 1, p. 16-27. 2011.

HARNAD, S. Validating research performance metrics against peer rankings. Ethics in Science and Environmental Politics, v. 8, n. 1, p. 1-10. 2008.

HIRSCH, J. E. An index to quantify an individual's scientific research output. Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America, v. 102, n. 46, p. 16569-16572. 2005.

JIN, B. H. et al. The r- and ar- indices: complementing the h-index. Chinese Science Bulletin, v. 52, n. 6, p. 855-863. 2007.

KITCHENHAM, B. et al. Systematic literature reviews in software engineering. Information and Software Technology, v. 51, n. 1, p. 7-15. 2009.

KOBASHI, Y.; SANTOS, R. N. M. Institucionalização da pesquisa científica no Brasil: cartografia temática e de redes sociais por meio de técnicas bibliométricas. TransInformação, v. 18, n. 1, p. 27-36. 2006.

KOZAK, M.; BORNMANN, L. A new family of cumulative indexes for measuring scientific performance. Plos One, v. 7, n. 10, p. 1-4. 2012.

LACERDA, R. T. O.; ENSSLIN, L.; ENSSLIN, S. R. A performance measurement framework in portfolio management: a constructivist case. Management Decision, v. 49, p. 1-15. 2011.

LACERDA, R. T. O.; ENSSLIN, L.; ENSSLIN, S. R. Uma análise bibliométrica da literatura sobre estratégia e avaliação de desempenho. Gestão & Produção, v. 19, n. 1, p. 59-78. 2012.

LI, F. et al. Performance evaluation of research universities in Mainland China, Hong Kong and Taiwan: based on a two-dimensional approach. Scientometrics, v. 90, n. 1, p. 531-542. 2012.

MEHO, L. I.; SPURGIN, K. M. Ranking the research productivity of library and information science faculty and schools: an evaluation of data sources and research methods. Journal of the American Society for Information Science and Technology, v. 56, n. 12, p. 1314-1331. 2005.

ONDER, C. et al. Institutional change and scientific research: a preliminary bibliometric analysis of institutional influences on Turkey’s recent social science publications. Scientometrics, v. 76, n. 3, p. 543-560. 2008.

PITTAWAY, L. et al. Networking and innovation: a systematic review of the evidence. International Journal of Management Reviews, v. 5-6, n. 3-4, p. 137-168. 2004.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

ROSA, F. S. et al. Evidenciação ambiental para gestão interna: um estudo sobre as potencialidades e oportunidades do tema. Engenharia Sanitária e Ambiental, v. 16, p. 157-166. 2011.

ROSA, F. S. et al. Management environmental disclosure: a constructivist case. Management Decision, v. 50, n. 6, p. 1117-1136. 2012.

TASCA, J. E. et al. An approach for selecting a theoretical framework for the evaluation of training programs. Journal of European Industrial Training, v. 34, n. 7, p. 631-655. 2010.

VAN RAAN, A. F. J. Comparison of the Hirsch-index with standard bibliometric indicators and with peer judgment for 147 chemistry research groups. Scientometrics, v. 67, n. 3, p. 491-502. 2006.

VAN RAAN, A. F. J. Fatal attraction: conceptual and methodological problems in the ranking of universities by bibliometric methods. Scientometric, v. 62, n. 1, p. 133-143. 2005.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8069.2013v10n20p97



Locations of visitors to this page

Revista Contemporânea de Contabilidade, Florianópolis, Brasil. ISSN (impresso)1807-1821 - ISSN (eletrônico) 2175-8069