A perspectiva docente sobre as ciências sociais no ensino médio integrado

Mariana de Fátima Guerino, Marcela de Oliveira Nunes

Resumo


Problematiza-se o ensino de ciências sociais no ensino médio integrado ao profissional no Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) na perspectiva dos docentes responsáveis por essa área, a qual se faz representada pela disciplina de sociologia. O objetivo é saber quais as suas correlações com dimensões mais amplas do trabalho docente no IFSC. Para isso, os professores responderam um questionário sobre o ensino de sociologia, onde mencionaram obstáculos presentes no cotidiano, os quais se expandem para além das salas de aulas e abarcam questões que envolvem servidores técnicos, gestores e demais docentes. Dialogamos com Silva (2007; 2009), Jinkings (2007), Sposito (2003), Shiroma, et al. (2011), dentre outros estudiosos que transitam pela esfera do trabalho e educação. Dados preliminares indicam que a sociologia no IFSC tem se configurado em meio a contrassensos quanto aos conteúdos ministrados, metodologias, além do escasso reconhecimento e legitimidade da disciplina por alguns gestores e professores.


Palavras-chave


Ciências Sociais; Ensino de sociologia; IFSC; Educação profissional; Trabalho docente

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/1980-3532.2015n13p52

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada sob uma Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported License.

Em Debat: Rev., ISSNe 1980-3532, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.